Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.3/4995
Registo completo
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorCosta, Susana Goulart-
dc.contributor.advisorCordeiro, Carlos Alberto da Costa-
dc.contributor.authorPimentel, Afonso Alberto Pereira-
dc.date.accessioned2019-02-08T16:18:18Z-
dc.date.available2019-02-08T16:18:18Z-
dc.date.issued2018-11-26-
dc.identifier.citationPimentel, Afonso Alberto Pereira. "José Maria Raposo Amaral (1856-1919): um progressista convicto?". 2018. 356 p.. (Tese de Doutoramento em História Insular e Atlântica (séculos XV-XX)). Ponta Delgada: Universidade dos Açores, 2017. [Consult. Dia Mês Ano]. Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10400.3/4995>.pt_PT
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10400.3/4995-
dc.descriptionTese de Doutoramento, História Insular e Atlântica (séculos XV-XX), 26 de novembro de 2018, Universidade dos Açores.pt_PT
dc.description.abstractPelos múltiplos papéis que desempenhou - de dirigente partidário a autarca, de proprietário rural a industrial, de entusiasta da caça a impulsionador da piscicultura - José Maria Raposo de Amaral Júnior figura, sem dúvida, entre os homens cuja ação influenciou o quotidiano da ilha de S. Miguel num período que vai do último quartel de oitocentos às primeiras duas décadas do século XX. Herdeiro de uma das mais ricas fortunas da maior ilha do Açores, Raposo de Amaral faz parte da elite micaelense, destacando-se no rol dos protagonistas do primeiro movimento autonómico dos Açores e do processo de industrialização de S. Miguel que lhe surge associado. O Senhor do Colégio, como é popularmente conhecido, está à testa dos projetos das indústrias do álcool, do açúcar e do chá, liderando, igualmente, empreendimentos tão diversos como o fornecimento e distribuição de água a Ponta Delgada, o povoamento piscícola das lagoas das Sete Cidades e Furnas ou a construção do Coliseu Avenida (no presente, Coliseu Micaelense). Ora, a presente tese assume-se como uma das diversas narrativas possíveis sobre a vida de José Maria Raposo de Amaral, pretendendo-se, seja através do recurso ao testemunho direto do próprio, recolhido em milhares de cartas que escreveu e arquivou, seja com apoio de outras fontes da época ou trabalhos historiográficos já publicados, contribuir, complementarmente, para uma melhoria do conhecimento da história micaelense numa época marcada por grandes e aceleradas mudanças que culminariam na eclosão da Grande Guerra.pt_PT
dc.description.abstractABSTRACT: For the multiple roles, that he had - from party leader to autarch, from rural landlord to industrial owner, from hunter to fish farmer enthusiast - José Maria Raposo de Amaral Júnior was without any doubt a man who influenced São Miguel Island’s lifestyle from the latest 19th century until the earliest 20th century. Heir of one of the richest fortunes of the biggest Azorean Island, Raposo de Amaral took part of the island’s elite. Back then, he was in the spotlight not only for being one of the protagonists of the first Azorean autonomic movement but also for promoting the process of industrialization of São Miguel. Known as “O Senhor do Colégio (the lord of the college)”, he was involved in industries such as alcohol, sugar and tea as well as enterprises such as water distribution in the city, fish farming in Sete Cidades and Fogo lakes and the construction of the Avenida Coliseum (today called Micaelense Coliseum). Thus, the current thesis presents itself as one possible narration of José Maria Raposo de Amaral’s life. Being backed up by his testimony, a sum of thousands of letters written and storage by himself and also supported by other historical sources, such as previous publications, this work aims to improve the knowledge about, not only this man’s life, but also about the period that saw so many changes that eventually led to the outbreak of the Great War.en
dc.language.isoporpt_PT
dc.rightsrestrictedAccesspt_PT
dc.subjectJosé Maria Raposo do Amaral (1856-1919)pt_PT
dc.subjectAutonomiapt_PT
dc.subjectGenealogiapt_PT
dc.subjectHistória dos Açores (séc. XIX)pt_PT
dc.subjectÁlcool (Indústria do)pt_PT
dc.subjectChá (Indústria do)pt_PT
dc.subjectTabaco (Indústria do)pt_PT
dc.titleJosé Maria Raposo Amaral (1856-1919) : um progressista convicto?pt_PT
dc.typedoctoralThesispt_PT
thesis.degree.nameDoutoramento em História Insular e Atlântica (séculos XV-XX)pt_PT
dc.identifier.tid101603754pt_PT
dc.subject.fosDomínio/Área Científica::Humanidades::História e Arqueologiapt_PT
Aparece nas colecções:DHFA - Teses de Doutoramento / Doctoral Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TeseDoutoramentoResumoIndIntrodAAPP2018.pdfResumo, Índice, Introdução770,28 kBAdobe PDFVer/Abrir
TeseDoutoramentoJoseAlbertoPereiraPimentel2018.pdfDocumento Principal11,02 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.