Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.3/4582
Título: Marine biodiversity of Sete Cidades shallow coasts
Outros títulos: Biodiversidade marinha na orla costeira das Sete Cidades
Autor: Barreiros, João P.
Palavras-chave: Biodiversidade Marinha
História Natural
Açores
Marine Biodiversity
Natural History
Azores Archipelago
Data: 2016
Editora: Observatório Vulcanológico e Geotérmico dos Açores
Citação: Barreiros, J. P. (2016). Marine Biodiversity, In "Sete Cidades Volcano: Natural History: a Guide" , 65-84, ISBN: 978-989-8164-19-3. Ponta Delgada: Observatório Vulcanológico e Geotérmico dos Açores.
Resumo: Sendo os Açores a região mais isolada do Atlântico Norte, a sua biodiversidade marinha reflecte não apenas essa característica bem como influências de vários locais que o tornam único. O Arquipélago localiza-se perto da crista meso-atlântica estando as ilhas dos grupos central e oriental localizadas na microplaca dos Açores e as do grupo ocidental na placa americana. A latitude média do Arquipélago ronda os 39ºN, ou seja, quase a mesma de Lisboa ou de Nova Iorque embora sem os Invernos e Verões rigorosos daquelas cidades e caracterizando- se por uma baixa amplitude térmica com temperaturas entre valores de conforto térmico ao longo de todo o ano. A temperatura das águas superficiais raramente desce abaixo dos 17ºC no Inverno e atinge médias de 23-24ºC no Verão. É precisamente esta característica climatérica que permite que a diversidade marinha dos Açores apresente aspectos únicos transformando-a, simultaneamente, num conjunto faunístico de características marcadamente subtropicais. A orla costeira das Sete Cidades, até cotas próximas dos 20m de profundidade, constitui uma “janela” para observação e estudo de algumas das espécies marinhas mais emblemáticas e representativas de todo o Arquipélago. […].
ABSTRACT: The Azores Islands, the most isolated area within the north Atlantic, are located near the mid-Atlantic ridge with the eastern and central group in the Azores micro-plate and the western group in the American plate. The Azores average latitude of 39ºN – being practically the same as that of Lisbon or New York – present a low thermic amplitude with mild weather all year long in opposition to the continental climates of the above mentioned cities. Surface seawater is rarely below 17ºC while reaching more than 23 - 24ºC in summer. It is precisely this characteristic almost sub-tropical environment that allows for the Azorean marine Biodiversity to present unique aspects in this specific corner of the NE Atlantic. The coastal shores of Sete Cidades, down to depths close to 20m, is considered as an open "window" to study and observe some of the most emblematic and representative species of the whole Archipelago. [...].
URI: http://hdl.handle.net/10400.3/4582
ISSN: 978-989-8164-19-3
Aparece nas colecções:DCA - Parte ou Capítulo de um Livro / Part of Book or Chapter of Book

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
JPB_Chapter_Marine Biodiversity.pdf10,87 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.