Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.3/4446
Título: Estudo sobre a inteligência emocional no desporto : avaliação da influência da prática desportiva no desenvolvimento da inteligência emocional
Autor: Rodrigues, Joana Patrícia dos Santos
Orientador: Carvalho, Célia Maria de Oliveira Barreto Coimbra
Condessa, Isabel
Palavras-chave: Desporto
Educação
Inteligência Emocional
Meio Educativo
Educate Emotions
Emotional Intelligence
Psychoeducation
Data de Defesa: 3-Mai-2017
Citação: Rodrigues, Joana Patrícia dos Santos. "Estudo sobre a inteligência emocional no desporto: avaliação da influência da prática desportiva no desenvolvimento da inteligência emocional". 2017. 118 p.. (Dissertação de Mestrado em Psicologia da Educação). Ponta Delgada: Universidade dos Açores, 2016. [Consult. Dia Mês Ano]. Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10400.3/4446>.
Resumo: O estudo da Inteligência Emocional (IE) em contexto desportivo é uma área relativamente recente e pouco estudada, mas que tem vindo a estabelecer uma relação positiva com dois sentidos, a prática desportiva parece incrementar a IE e a IE melhora a performance desportiva. Desta forma, a avaliação entre o desporto e a IE torna-se pertinente, sendo que, não só contribui para perceber como a IE pode melhorar a performance desportiva, como o contexto desportivo se pode estabelecer como um meio educativo das emoções. As investigações realizadas até agora nesta área, beneficiam o estudo da IE como fator preditor de uma melhor performance, negligenciando o papel que a prática desportiva pode ter como promotora da IE. Este estudo pretende ser um primeiro passo para colmatar esta lacuna ao nível da investigação nesta área, pretendendo abrir caminho para um melhor conhecimento da relação entre prática desportiva e IE. Para isto, revelou-se importante estabelecer o modelo teórico e os instrumentos de medida da IE a utilizar, uma vez que, até agora, este assunto não reuniu consenso entre os investigadores. Assim, adotou-se o modelo conceptual de IE de Mayer e Salovey (1997), tendo sido escolhidos os instrumentos de medida de habilidades emocionais (STEU-B e STEM-B). No entanto, como a maioria das investigações na área utiliza instrumentos de avaliação da IE de autorrelato, achou-se pertinente incluir também um instrumento de medida deste tipo no presente trabalho (TEIQue-SF). O presente estudo utilizou uma amostra total de 180 indivíduos, habitantes da ilha de São Miguel, a qual se encontra dividida em duas amostras mais pequenas: uma com 122 indivíduos, divididos em dois grupos (atletas e não atletas); e outra com 163 indivíduos, divididos em quatro grupos (não atletas, atletas de artes marciais, atletas de desportos individuais e atletas de desportos coletivos). Os resultados obtidos através dos instrumentos de medida da IE administrados aos participantes do estudo, revelaram não existirem diferenças estatisticamente significativas entre os atletas e não atletas, e entre os diferentes grupos de atletas, ao contrário do que vem sido defendido pelos estudos nesta área. Estes resultados também evidenciaram que as principais variáveis com valor preditivo da IE, medida pelos instrumentos de autorrelato, são os traços da personalidade e os sintomas de ansiedade, depressão e stress, enquanto, os instrumentos de habilidades não apresentaram variáveis com valor preditivo forte, de entre as variáveis presentes no estudo. Estes resultados podem apontar para a existência de diferenças ao nível da IE entre atletas profissionais e de elite e, atletas amadores e, levantar a questão, se não será a psicoeducação sobre as emoções associada à prática desportiva que promove a IE. O facto de os resultados do presente estudo não se encontrarem em consonância com a literatura nem serem concordantes entre os diferentes tipos de instrumentos de avaliação da IE utilizados, atestam a necessidade de mais investigações nesta área, que permitam compreender a relação entre a prática desportiva e a IE.
ABSTRACT: The studies involving Emotional Intelligence (EI) and sports are relatively recent and still need more investigations. Although, it appears that exist a positive relation between them, practice sports appears to increase EI and EI enhance sports performance. The evaluation among sports and EI is important, because, it allows to understand how EI can improve performance, and how the practice of sports could be used to educate about emotions. Until now, the studies about this subject, shows a preference to understand how EI can benefit performance, in detriment of the comprehension how practice sports can promote EI. This study intends to be the first step to evidence the relation between practice sports and EI. Since there’s no agreement among experts about the theoretic model and measure instruments of EI to use in this area of investigation, it was important to define the ones to use. So, Mayer and Salovey’s model (1997) was adopted in this study, and as measure instruments it was chosen the ability measures of emotions (STEU-B and STEM-B). To respect the studies in this area, it was also included a measurement instrument of self report of EI. The present study includes a sample of 180 individuals, that was separated into small samples, one with 122 individuals divided in two groups (athletes and non athletes), and another with 163 individuals in four groups (non athletes, martial arts athletes, individual sports athletes and team sports athletes). Evidence from the measure instruments of EI administered to participants, didn’t show any statistical difference between athletes and non athletes, and between the different groups of athletes, in opposition to the investigations in this area. Results also show that the traits of personality, and symptoms of anxiety, depression and stress, are the strongest predictors of the results in self reports of EI. In the other hand, between the variables in study, there’s none that strongly predicts the results of the abilities measures of EI. The contradictions among the results of this study and the investigations in the area could mean that EI is different between professional and amateur athletes. Also raises the question, if the increment of EI in sports is associated with psychoeducation. With these new concerns, more investigations are needed to allow to understand the relationship between practice sports and EI.
Descrição: Dissertação de Mestrado, Psicologia da Educação, 3 de Maio de 2017, Universidade dos Açores.
URI: http://hdl.handle.net/10400.3/4446
Designação: Mestrado em Psicologia da Educação
Aparece nas colecções:DPSI - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DissertMestradoResumoIndIntrodJPSR2017.pdfResumo, Índice, Introdução354,23 kBAdobe PDFVer/Abrir
DissertMestradoJoanaPatríciaSantosRodrigues2017.pdfDocumento Principal1,23 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.