Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.3/4325
Título: Comunicação do risco em segurança alimentar
Autor: Ferreira, Carla Dina Aguiar Ormonde
Orientador: Dapkevicius, Maria de Lurdes Nunes Enes
Palavras-chave: Comunicação de Risco
Comunicação Social
Risco Alimentar
Segurança Alimentar
Food Security
Social Communication
Data de Defesa: 21-Mar-2017
Citação: Ferreira, Carla Dina Aguiar Ormonde. "Comunicação do risco em segurança alimentar". 2017. 119 p.. (Dissertação de Mestrado em Ambiente, Saúde e Segurança). Ponta Delgada: Universidade dos Açores, 2016. [Consult. Dia Mês Ano]. Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10400.3/4325>.
Resumo: A comunicação do risco é um instrumento fundamental de gestão de risco porque costuma incluir conselhos mitigadores da crise. No caso da segurança alimentar, a comunicação do risco é uma questão mais sensível visto que o Homem se preocupa cada vez mais com a segurança dos alimentos que consome. A segurança dos produtos alimentares não é uma característica visível pelo consumidor, na maior parte das vezes, o que leva a que o consumidor tenha que acreditar na informação fornecida pelo produtor e na informação veiculada acerca do produto. Assim a comunicação do risco ganha um papel central na segurança alimentar sendo uma questão que ganha relevância se tivermos em conta a integração global e variabilidade de géneros alimentícios. De acordo com as premissas invocadas, os objetivos do trabalho são definir os principais perigos alimentares emergentes (biológicos); identificar benefícios e prejuízos fruto da comunicação de risco alimentar; avaliar a forma como foi comunicado o risco em casos e surtos que ocorreram no passado e respetivas consequências; caracterizar a forma como estes perigos são veiculados na comunicação social regional e nacional; perceber as consequências, a nível pedagógico, nos indivíduos fruto da comunicação efetuada pelas entidades competentes; propor soluções para uma melhor veiculação da informação de acordo com o público-alvo. Após uma recolha de informação foi levado a cabo um estudo às notícias veiculadas pela comunicação social aquando do caso das alheiras contaminadas da “Marca Transmontana”. De seguida, com o objetivo de identificar os benefícios e os prejuízos resultantes da comunicação de risco e perceber o valor pedagógico das mesmas, foram aplicados inquéritos. Finalmente, após a interpretação dos dados obtidos, foram apresentadas propostas para que se concretize uma melhor veiculação da informação relativa a risco alimentar. Conclui-se que a perceção do público face à facilidade de compreensão das notícias divulgada pelos meios de comunicação social é proporcional à idade: quanto maior é a idade, maior é a percentagem de indivíduos que afirma que a informação é difícil de perceber. Constata-se ainda que se começa a registar uma indiferença, por parte do público, relativamente a notícias sobre a segurança alimentar, em detrimento do histerismo que este tipo de situações costuma fazer a população a sentir.
ABSTRACT: Risk communication is an essential tool for risk management because usually includes advice with the purpose of mitigating the crisis. In case of food safety risk communication is a more sensitive issue as mankind is increasingly concerned about the safety of the food it consumes. Food safety is not a feature visible to the consumer, in most cases, which means that the consumer has to believe the information provided by the producer and the information provided about the product. So, risk communication becomes relevant when one considers the overall integration and variability of food available. According to the cited premises, the objectives of the present research are to define the main biological emerging food hazards; identify benefits and losses of food risk communication; assess how it has been reported risk cases and outbreaks that have occurred in the past and respective consequences; characterize how these dangers are broadcast on regional and national media; realize the consequences result of communication performed by the competent authorities in the individuals; propose solutions for better placement information according to the target audience. After a bibliographic research was carried an analyses study about the media coverage during the case of contaminated alheiras of "Marca Transmontana" was performed. Then, in order to identify the benefits and losses resulting from risk communication and understand its educational value, surveys were applied. Finally, after the interpretation of data, proposals were presented to improve the conveyance of information about food safety. The main conclusion that was made is that the perception of the public on the ease of understanding the news disseminated by the media is proportional to age: the higher the age, the higher the percentage of individuals who said that the information is difficult to understand. It has also been noted that a certain indifference of the public towards news on food safety is starting to be apparent, in contrast with the hysterics that such situations usually make people feel.
Descrição: Dissertação de Mestrado, Ambiente, Saúde e Segurança, 21 de Março de 2017, Universidade dos Açores.
URI: http://hdl.handle.net/10400.3/4325
Designação: Mestrado em Ambiente, Saúde e Segurança
Aparece nas colecções:DBIO - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DissertMestradoResumoIndIntrodCDAOF2017.pdfResumo, Índice, Introdução96,29 kBAdobe PDFVer/Abrir
DissertMestradoCarlaDinaAguiarOrmondeFerreira2017.pdfDocumento Principal1,15 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.