Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.3/4186
Título: Precários em trajetória de emprego em carrossel : trabalhadores pobres em Portugal
Autor: Diogo, Fernando
Vaz, Fernanda Freitas
Palavras-chave: Emprego
Pobreza
Precariedade no Emprego
Trajetória de Emprego em Carrossel
Rendimento Social de Inserção
Employment
Poverty
Precariousness of Employment
Data: 2014
Editora: Associação Portuguesa de Sociologia
Citação: Diogo, Fernando e Vaz, Fernanda Freitas (2014). "Precários em trajetória de emprego em carrossel: trabalhadores pobres em Portugal", comunicação apresentada ao VIII Congresso Português de Sociologia: 40 anos de democracia(s): progressos, contradições e prospetivas. Universidade de Évora, 14 a 16 de abril.
Resumo: A precariedade no emprego é uma temática em crescendo de importância na sociedade atual, dado que afeta um número cada vez maior de indivíduos e abrange categorias sociais antes não incluídas (Diogo, 2012b). Neste sentido, a precariedade dos licenciados ou de categorias sociais específicas tem sido objeto de estudo recente (cf. por exemplo Chaves et al. 2009, Cruz 2008 ou Gonçalves, 2009). Contudo, o que a define, em boa parte, é a sua relação com formas atípicas de emprego. Ora, num país com dificuldades em aplicar a regulação estatal a toda a sociedade, e em especial à economia, as formas atípicas de emprego associam-se aos mais pobres, sendo entre estes, portanto, que se encontra a maioria dos indivíduos em situação de precariedade. Isto significa que, ao contrário do que se pode pensar, a precariedade no emprego em Portugal não é recente nem está especialmente associada às classes médias, constituindo estas ideias um efeito de ocultação da sua disseminação entre as categorias sociais mais despossuídas. Assim, esta comunicação é, em parte, um contributo para o recentramento do problema, para que a análise da precariedade no emprego seja feita em função da realidade social e não da capacidade de mobilização política (e dos interesses) de uma ou várias frações da população. Procura-se atingir esse objetivo, analisando-se as trajetórias de emprego e as características sociodemográficas básicas de um conjunto de indivíduos (selecionados mediante critérios de representatividade social, vide Vaz, 2013) alvo de entrevistas aprofundadas, em ordem a perceber-se até que ponto a sua passagem por um programa ocupacional (Prosa) teve algum tipo de impacto na sua relação com o emprego ou se continuam envolvidos numa espiral de trajetória de emprego em carrossel (Diogo, 2010). Neste sentido, trata-se de analisar uma das dimensões da relação com o emprego e com o trabalho de indivíduos em situação de pobreza, sendo este o segundo objetivo desta comunicação.
ABSTRACT: The precariousness in employment is theme of growing importance in today's society, given that affects a growing number of individuals and covers social categories not previously included (Diogo, 2012b). In this sense, the precariousness of undergraduates or particular categories has been the subject of recent study (cf. eg Chaves et al. 2009, Cruz 2008 or Gonçalves, 2009). However, what defines this concept, in a good part, is it relationship with atypical forms of employment. Furthermore, in a country struggling to implement state regulation to the whole society, especially to the economy, atypical forms of employment are associated with the poorest, being among these, thus, that we can find a larger group of individuals in a situation of precariousness. This means that, contrary to what one might think, the precariousness in employment in Portugal is neither recent nor is especially associated with the middle classes, these ideas constitute an effect of concealment of its dissemination among the most disenfranchised social categories. Thus, this communication is partly a contribution to the refocusing of the problem so that the analysis of precarious employment is made on the basis of social reality and not the capability for political mobilization (and interests) of one or several fractions of the population. We seek to achieve this goal by analyzing the trajectories of employment and basic sociodemographic characteristics of a set of individuals (selected by criteria of social representativeness, see Vaz, 2013) object of a process of in-depth interviews, in order to realize in what extent its passage by a occupational program (called Prosa) had some sort of impact on their relationship with employment or they remain involved in a spiral trajectory of employment carousel (Diogo, 2010). In this sense, this communication is also about analyzing one of the dimensions of the employment relationship and the work of individuals in poverty, this is then the second objective of this communication.
Descrição: VIII Congresso Português de Sociologia: 40 anos de democracia(s): progressos, contradições e prospetivas. Universidade de Évora, 14 a 16 de abril de 2014.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.3/4186
Aparece nas colecções:DHFA - Comunicações a Conferências / ConferenceItem

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
VIII_COM0194.pdf338,01 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.