Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.3/694
Título: Os ribeiragrandenses e a morte durante a segunda metade do séc. XVI (1556-1600)
Autor: Tavares, Marília de Assis
Palavras-chave: História dos Açores (séc. XVI)
Morte
Registo Paroquial
Ribeira Grande (Açores)
Data: 1985
Editora: Universidade dos Açores
Citação: "ARQUIPÉLAGO. História e Filosofia". Vol. 7, Nº. 1 (Jan-Jun 1985): 103-122
Relatório da Série N.º: História e Filosofia. Vol. 7;Nº. 1
Resumo: “Presente e familiar, como outrora, ou envergonhada e objecto de interdito, como nos nossos dias, a morte pode ser considerada, em todas as épocas, como uma soberana inexorável e sempre vitoriosa que, mais cedo ou mais tarde, virá exigir-nos o cumprimento da obrigação que para com ela contraímos no preciso momento em que nascemos. Como não podia deixar de ser, os ribeiragrandenses da época quinhentista não foram poupados pois também eles tiveram de pagar o inevitável tributo à morte. A finalidade deste estudo é, precisamente, a análise de alguns dos aspectos da mortalidade na freguesia de Nossa Senhora da Estrela nos anos de 1556 a 1600. […]”
URI: http://hdl.handle.net/10400.3/694
Aparece nas colecções:ARQ - HistFil - Vol 07 - N 1 (Jan-Jun 1985)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
MariliaAssisTavares_p103-122.pdf282,42 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.