Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.3/622
Título: Paideia e direitos humanos
Autor: Santos, Auxiliadora Conceição dos
Orientador: Miúdo, Berta Pimentel
Palavras-chave: Cidadania
Direitos Humanos
Ensino Secundário
Filosofia
Data de Defesa: 21-Mai-2010
Resumo: “[…]. O Homem tem consciência das suas potencialidades e é dentro dela que se torna um Homem pleno de direitos, entendendo o outro Homem como uma mais-valia para a sua formação e aperfeiçoamento. A educação é a forma privilegiada de aperfeiçoamento do Homem em todas as suas dimensões, desde a psicológica até à política. Cada vez mais, a sociedade actual toma consciência que é através de uma educação, organizada e aberta às diferenças, que poderá melhorar todos os cidadãos que dela fazem parte. Aos jovens têm de ser dadas as ferramentas não só físicas, mas fundamentalmente mentais, que lhes possibilitem progredir como pessoas. A educação deve promover todas as dimensões humanas, perseguindo os valores positivos que se encontram na base de toda a formação. Valores como a fraternidade, a solidariedade, a responsabilidade, a liberdade e o respeito mútuo são metas que todos deviam procurar alcançar numa sociedade que procura a defesa e a efectivação dos Direitos Humanos. Nesta ordem de ideias, é necessário que a Escola não descure a educação para a cidadania, preparando crianças e jovens para a sua integração na comunidade, para o respeito pelo Outro, mesmo que não sejam da mesma cultura, religião ou partido político, mesmo que não tenham as mesmas convicções, a mesma cor da pele ou a mesma orientação sexual. A Escola tem um papel essencial na educação para a cidadania. Deve ser o lugar onde se ensinam os jovens a serem tolerantes, respeitando todos os outros e reconhecendo a sua humanidade, para além de todas as diferenças, preferindo o diálogo e a argumentação em vez da violência, aceitando a diversidade de opiniões e de crenças e não discriminando os que têm convicções diferentes. A Filosofia, no Ensino Secundário, será neste sentido, a disciplina que contribui de forma significativa para a formação dos jovens. Segundo a UNESCO, a Filosofia deve ser uma disciplina a que todos os jovens do mundo devem ter acesso, porque contribui para a formação de Homens livres e de cidadãos críticos, participativos e responsáveis. Estudar Filosofia mobiliza a capacidade crítica e argumentativa, favorece a abertura de espírito, a responsabilidade cívica, a compreensão e a tolerância entre os indivíduos e os grupos. […]” (da Introdução)
Descrição: Dissertação de Mestrado, Filosofia Contemporânea: Valores e Sociedade
URI: http://hdl.handle.net/10400.3/622
Aparece nas colecções:DHFA - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DissertMestradoAuxiliadoraCSantos2010.pdf605,88 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.