Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.3/583
Título: Poética universalizante e significação insular : de Nem Toda a Noite a Vida, de Vitorino Nemésio
Autor: Linhares, Luísa
Palavras-chave: Vitorino Nemésio
Data: Jan-1981
Editora: Universidade dos Açores
Citação: "ARQUIPÉLAGO. Série Ciências Humanas". Nº. 3 (Jan. 1981): 243-260
Relatório da Série N.º: Ciências Humanas;Nº. 3
Resumo: “Relação dialéctica mais do que oposição antinómica, regional e universal são, no fundo, duas faces de uma mesma moeda: o regional autêntico é expressão do universal mais sublime. Quanto mais regional, mais singular, mais vital e interiorizada a experiência vivida. As personagens ganham alma e vida próprias, e assim, o facto de se falar «à moda de» apenas comprova o «não sei quê» de especificamente açoriano, insular, atlântico, provocado por um clima, um mar, uma saudade, um isolamento. O conceito de Literatura de Significação Açoriana relaciona-se com a validade de uma obra ou de um autor (válido, não válido, mais ou menos válido) o seu ser particular e específico que corresponde, no plano da ficção, à sua literariedade universal. […]”
URI: http://hdl.handle.net/10400.3/583
Aparece nas colecções:ARQ - SCH - N 03 (1981)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
LuisaLinhares_p243-260.pdf198,37 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.