Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.3/526
Título: Utilização do “V DE GOWIN” como estratégia no ensino da Física e da Química
Autor: Machado, Carla
Gomes, Carlos
Palavras-chave: Estratégia no Ensino da Física e da Química
Estratégia Metacognitiva
V de Gowin
Data: 2001
Editora: Departamento de Ciências da Educação, Universidade dos Açores
Citação: MACHADO, C. & GOMES, C. (2001). Utilização do “V de Gowin” como estratégia no ensino da Física e da Química. In C. Gomes & J. Cunha (Org.), VIII Encontro Nacional de Educação em Ciência - Actas, pp. 471-479. Ponta Delgada: DCE, Universidade dos Açores.
Resumo: O “V de Gowin” apresenta-se como uma prática interessante na abordagem das aulas laboratoriais. Esta estratégia identifica-se com a visão construtivista da aprendizagem e permite adquirir informação sobre o próprio conhecimento e sobre o modo como este se constrói e utiliza. É uma ferramenta útil para ilustrar como a teoria e os conceitos são necessários à definição da metodologia (Novak J. e Ithaca, 1982). A construção de diagramas em “V” pode ajudar os estudantes a captar o significado do trabalho de laboratório. A questão central que nele se formula, estimula nos alunos uma boa actividade de reflexão permitindo que estes reconheçam a interacção existente entre o que já conheciam e os novos conhecimentos que estão a produzir e que pretendem compreender (Novak, J. e Gowin, D., 1996). Esta aplicação teve como principal objectivo substituir os tradicionais relatórios dos trabalhos experimentais pelo “V de Gowin” e, verificar como este instrumento pode ser utilizado pelos professores e alunos na preparação e/ou na interpretação dos próprios trabalhos experimentais. O trabalho foi desenvolvido com vinte e oito alunos de uma turma do 8º ano de escolaridade na Escola Básica 3/ Secundária Antero de Quental em Ponta Delgada, no 1º ano da Profissionalização em Serviço na disciplina de Didáctica da Física e da Química. Assim, algumas das conclusões desta aplicação mostram que: a utilização do “V de Gowin”, é uma boa estratégia metacognitiva, permitindo que o aluno inter-relacione o que vai fazendo (prática) com a teoria, ao mesmo tempo que reflecte sobre o seu pensamento; a aplicação do “V” permite ao professor detectar dificuldades de aprendizagem por parte dos alunos. Referências: Novak J. D. e Ithaca, (1982). Aplicação dos recentes avanços na teoria da aprendizagem e na filosofia da ciência ao ensino da Química. Boletim da Sociedade Portuguesa de Química, 10, 3-9. Novak, J. D. e Gowin, D. B., (1996). Aprender a Aprender. Colecção Plátano Universitária, Lisboa: Plátano, Edições Técnicas.
Descrição: VIII Encontro Nacional de Educação em Ciências
URI: http://hdl.handle.net/10400.3/526
ISBN: 972-95691-1-8
Aparece nas colecções:DCE - Comunicações a Conferências / ConferenceItem

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Utilização do V de Gowin como estratégia no ensino da Física e da Química - CG.pdf87,22 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.