Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.3/508
Título: Cultura e identidades açorianas : as palestras radiofónicas de Francisco Carreiro da Costa (1945-1974)
Autor: Gonçalves, Francisco António Grandão
Orientador: Cordeiro, Carlos Alberto da Costa
Palavras-chave: Francisco Carreiro da Costa (1913-1981)
Cultura Açoriana
História dos Açores (séc. XX)
Identidade Açoriana
Etnografia (Açores)
Palestras Radiofónicas
Património
Açores
Data de Defesa: 30-Out-2009
Resumo: O movimento regionalista açoriano, nos anos 20 e 30 do século XX, promoveu debates sobre as realidades políticas, económicas, sociais e, de um modo muito especial, culturais insulares. Envolveu intelectuais, políticos, jornalistas, empresários, elementos do clero, entre outros, que almejavam a “construção” de uma verdadeira “consciência açoriana”, entendida, em linhas gerais, como a substituição dos interesses particularistas de cada uma das ilhas pelos valores da unidade e solidariedade açoriana. O recurso à História e o apelo ao regresso da tradição; as preocupações pela preservação do património etnográfico e artístico; a exaltação dos valores patrióticos integra esse discurso regionalista que, na sua vertente mais conservadora, invoca os valores da ordem e da disciplina sociais. É nestas questões que se declara o interesse e dedicação de Francisco Carreiro da Costa, aos Açores. Desde cedo manifestou atenção pelas questões culturais do arquipélago, aquando da organização e realização do I Congresso Açoriano, de que foi seu secretário, o que lhe permitiu o contacto com a generalidade das questões açorianas de então. Além das actividades de carácter oficial e associativo, foi à etnologia dos Açores, que se dedicou mais empenhadamente. Os vários cargos que ocupou permitiram que realizasse uma obra exaustiva de descoberta, recolha e coordenação dos valores da tradição regional, que executou com método, persistência e a divulgou amplamente. Personalidade marcante e influente na sociedade açoriana do seu tempo, foi considerado importante obreiro das Letras e possuidor de reconhecidas capacidades intelectuais. A sua vida foi um raro exemplo de trabalho e actividade, tendo compreendido muito de perto a alma do povo, que tão empenhadamente observou em todas as suas manifestações, conforme testemunham aqueles com quem privou. Foi interlocutor privilegiado de escritores, jornalistas, artistas, cientistas que visitaram São Miguel e viram nele colaborador incansável. Participou em diversas palestras e conferências no território nacional como no estrangeiro, contribuindo com os seus estudos para o enriquecimento do debate sobre a definição da identidade açoriana. Salienta-se, igualmente, o valioso trabalho de compilação e divulgação do património histórico e etnográfico dos Açores, empreendido pelo Dr. Francisco Carreiro da Costa, bem como a sua colaboração na constituição de vários organismos culturais do arquipélago. A vasta e tão relevante obra congregada no Fundo Dr. Francisco Carreiro da Costa que se encontra à guarda dos Serviços de Documentação da Universidade dos Açores, é constituída pelas palestras, proferidas no Emissor Regional, correspondência diversa enviada pelo próprio a particulares e a entidades públicas, trabalhos de investigação, ficheiros sobre os temas de estudo, além de textos variados, que são importantes para quem se queira debruçar sobre a problemática da identidade cultural açoriana. […]
Descrição: Dissertação de Mestrado em Património, Museologia e Desenvolvimento
URI: http://hdl.handle.net/10400.3/508
Aparece nas colecções:DHFA - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DissertMestradoFranciscoAGGoncalves.pdf1,81 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.