Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.3/501
Título: Defesa do consumidor na cidade medieval : os produtos alimentares (Lisboa-séculos XIV-XV)
Autor: Gonçalves, Iria
Palavras-chave: Cidade Medieval
Consumo e Produção Alimentar
História Económica (séc. XIV-XV)
Lisboa (Portugal)
Data: 1995
Editora: Universidade dos Açores
Citação: "ARQUIPÉLAGO. História". ISSN 0871-7664. 2ª série, vol. 1, nº 1 (1995): 29-48
Relatório da Série N.º: História. 2ª série;vol. 1(1)
Resumo: "É já um lugar comum dizer-se, até porque muitos historiadores o têm reafirmado numerosas vezes, que uma das maiores preocupações dos governos municipais medievos era o farto abastecimento das respectivas povoações, nomeadamente em produtos de primeira necessidade e entre estes, como prioritários, os géneros alimentícios. As cidades haviam crescido, algumas delas com grande exuberância, durante os últimos tempos medievais; essas populações, grandemente concentradas, além do natural consumo, pedido pelas suas muitas bocas, provocavam sempre um outro, mais ou menos desenvolvido e protagonizado pelas famílias de maiores recursos económicos, representado por uma grande exigência, tanto na quantidade dos produtos que essas famílias apeteciam consumir, como na qualidade que esperavam deles e, de certa maneira, os obrigavam a ter. A cidade, sob o ponto de vista do seu abastecimento e sobretudo do seu abastecimento alimentar, era uma estrutura frágil, artificial mesmo, impossível de se bastar a si própria, mas ainda assim exigente e imperiosa, embora também largamente compensadora.[...]"
URI: http://hdl.handle.net/10400.3/501
ISSN: 0871-7664
Aparece nas colecções:ARQ - Hist2s - Vol 01 - N 1 - Estudos Gerais (1995)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
IriaGoncalves_p29-48.pdf180,97 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.