Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.3/4324
Registo completo
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorGabriel, Rosalina Maria de Almeida-
dc.contributor.advisorArroz, Ana Margarida Moura-
dc.contributor.advisorElias, Rui Miguel Pires Bento da Silva-
dc.contributor.authorMarinho, Maria Cristina da Silva Ribeiro-
dc.date.accessioned2017-07-04T12:22:04Z-
dc.date.available2017-07-04T12:22:04Z-
dc.date.issued2017-03-15-
dc.identifier.citationMarinho, Maria Cristina da Silva Ribeiro. "Desperdício de produtos hortofrutícolas percebido por famílias de uma freguesia citadina nos Açores". 2017. 82 p.. (Dissertação de Mestrado em Gestão e Conservação da Natureza). Angra do Heroísmo: Universidade dos Açores, 2016. [Consult. Dia Mês Ano]. Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10400.3/4324>.pt_PT
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10400.3/4324-
dc.descriptionDissertação de Mestrado, Gestão e Conservação da Natureza, 15 de Março de 2017, Universidade dos Açorespt_PT
dc.description.abstractCerca de metade da comida produzida em todo o mundo vai para o lixo. Muitos fatores contribuem para o desperdício, envolvendo aspetos da cadeia de produção tão diversos quanto os modelos intensivos de produção adotados, as condições inadequadas de armazenamento e transporte ou até as promoções que encorajam os consumidores a comprar em excesso. Nos últimos tempos têm surgido vários estudos relacionados com o desperdício alimentar, reconhecendo-o como um caso bem ilustrativo de insustentabilidade, pelas significativas consequências sociais, ambientais e económicas que comporta. Várias facetas do problema estão relacionadas com as escolhas e comportamentos dos consumidores, não só pelas quantidades que compram ou pelas estratégias de conservação que utilizam, mas também pelos critérios de consumo que orientam as suas compras. Em que medida o aspeto, a cor e o formato da fruta e dos legumes serão mais ou menos determinantes na escolha dos frescos do que outras questões como a imoralidade da fome e ética do mercado, a insustentabilidade ambiental ou a proteção do mercado regional, por exemplo? Perceber em que medida os terceirenses estarão despertos para esta problemática levou à realização de um inquérito, por questionário hétero-administrado, que visa caracterizar as perspetivas de 200 famílias da freguesia de Santa Luzia (Angra do Heroísmo, ilha Terceira, Açores) acerca da dimensão do desperdício de produtos hortofrutícolas no mundo e as representações que fazem das suas práticas de consumo e de desperdício. Pretendeu-se que os resultados deste estudo permitissem perceber o grau de consciencialização das pessoas relativamente a este fenómeno e identificar os motivos que lhe subjazem, podendo contribuir para fundamentar a conceção de programas de intervenção que visem reduzir o desperdício alimentar. Daí que se tenha dado uma ênfase particular à exploração da recetividade dos inquiridos a produtos que, mantendo a qualidade nutricional, não pertencem à norma elitista dos mais perfeitos, belos e viçosos exemplares. [...].pt_PT
dc.description.abstractABSTRACT: Almost half of the food produced in the world is thrown away. Many factors contribute to this waste, involving such diverse aspects of the production chain as the adopted intensive production models, the inadequate storage and transport conditions, or even the promotions that encourage consumers to buy in excess. Recently, various studies have been carried out on food waste, recognising it as a very good example of unsustainability, considering the social, environmental, and economic consequences it entails. Several facets of the problem are related to the choices and behaviours of consumers, not only in terms of the quantities they buy or the conservation strategies they use, but also in terms of the consumption criteria that guide their purchases. To what extent are the appearance, the colour, and the shape of fruit and vegetables more or less decisive in the choice of produce in comparison to other issues, such as the immorality of hunger and market ethics, the environmental sustainability or the protection of the local market, for example? The purpose of understanding to what extent the population of the island is aware of the problem led to a survey by hetero-administered questionnaire, which aims to characterise the perspectives of 200 families from the parish of Santa Luzia (Angra do Heroísmo, Terceira Island, Azores) on fruit and vegetable waste around the world, as well as their views on their consumption and waste practices. The intention of this study is to use the results to help understand how aware people are of this phenomenon and to identify the reasons behind it, and thus contribute to the development of assistance programmes that will help reduce food waste. Therefore, there was a particular focus on the receptiveness of the respondents to produce that, while keeping their nutritional quality, do not belong to the elitist standard of the most perfect, beautiful, and lush specimens. [...].pt_PT
dc.language.isoporpt_PT
dc.rightsopenAccesspt_PT
dc.subjectDesperdício Alimentarpt_PT
dc.subjectHortifruticulturapt_PT
dc.subjectProduto Hortifrutícolapt_PT
dc.subjectFood Wastept_PT
dc.titleDesperdício de produtos hortofrutícolas percebido por famílias de uma freguesia citadina nos Açorespt_PT
dc.typemasterThesispt_PT
thesis.degree.nameMestrado em Gestão e Conservação da Naturezapt_PT
dc.identifier.tid201710358pt_PT
dc.subject.fosDomínio/Área Científica::Ciências Naturais::Ciências da Terra e do Ambientept_PT
Aparece nas colecções:DCA - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DissertMestradoMariaCristinaSilvaRibeiroMarinho2017.pdf2,6 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.