Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.3/369
Título: Programas de arquitectura militar quinhentista em Ponta Delgada e Angra do Heroísmo. Italianos, italianização e intervenções até ao século XVIII : a ermida de S. João Batista na fortaleza do Monte Brasil
Autor: Sousa, Nestor de
Palavras-chave: Arquitectura militar
Angra do Heroísmo (Açores)
Ponta Delgada (Açores)
Data: 2002
Editora: Universidade dos Açores
Citação: "ARQUIPÉLAGO. História". ISSN 0871-7664. 2ª série, vol. 6 (2002): 53-224
Relatório da Série N.º: História. 2ª série;vol. 6
Resumo: [...] Assim, mais clara aparece a construção quinhentista de S. Brás, de Ponta Delgada. Iniciada, como se admitiu, depois de 1560 e antes de 1567, porventura sob risco de Isidoro de Almeida, teve plano reformulado enviado em Fevereiro de 1569, cuja autoria não pode deixar de reconhecer-se caber ao engenheiro italiano Tommaso Benedetto, segundo planta de modelo abaluartado de matriz italiana maneirista: a partir de um quadrado desenvolve-se com baluarte poligonal em cada vértice, mas sem orelhões de ligação às cortinas inclinadas e revestidas de silharia (Figs. 3, 3a e 3b). Neles, o cordão abaulado marca a separação das ameias e merlões de fendas estreitas no interior (Fig. 4). Edificação da época sebástica, que antecede de pouco o início da fortaleza de S. João da Foz (1570 ou 71), afirma-se distinta do esquema de transição representado por S. Julião da Barra, sua quase contemporânea, porque na via de actualização tipológica definida, a partir de 1539, pela ampliação determinada para o forte de Santa Bárbara de Pistoia. Elaborada por Giovanni d’Alessio d’Antonio (c.1490-1546), com oficina em Florença e mais conhecido por Nanni Unghero, a obra foi dirigida por Giovanni Battista Bellucci e teve intervenção de Buontalenti, em 1571, no grande baluarte que lhe foi adicionado. Comparando a planta de Pistoia, segundo o desenho de 1749 (Fig. 5), com a de S. Brás, são evidentes as semelhanças de composição planimétrica e de escala, para a função defensiva, acordada com a evolução da tratadística toscana dos princípios do século XVI. [...]
URI: http://hdl.handle.net/10400.3/369
ISSN: 0871-7664
Aparece nas colecções:ARQ - Hist2s - Vol 06 (2002)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Nestor_de_Sousa_p53-224.pdf1,9 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.