Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.3/348
Título: A mortalidade infantil no concelho de Ponta Delgada no 1º quartel do século XX
Autor: Monteiro, Albertino José Ribeiro
Palavras-chave: Concelho de Ponta Delgada
Demografia Histórica
Mortalidade Infantil (séc. XX)
Data: 2001
Editora: Universidade dos Açores
Citação: "ARQUIPÉLAGO. História". ISSN 0871-7664. 2ª série, vol. 5 (2001): 371-401
Relatório da Série N.º: História. 2ª série;vol. 5
Resumo: [...] é nossa intenção, através do presente artigo, contribuir para o conhecimento da mortalidade infantil no espaço que é o concelho de Ponta Delgada no tempo que é o primeiro quartel do séc. XX. Esta será abordada tendo em conta o conjunto do concelho mas estabelecendo também uma comparação entre três áreas em que podemos decompô-lo, com comportamentos algo distintos, que são o espaço urbano (correspondendo às três freguesias citadinas); a área que designamos por suburbana (composta pelas freguesias confinantes com o espaço urbano); a zona rural (integrando as restantes). Partindo do princípio de que o risco de falecimento a é inversamente proporcional à idade da criança, ou seja, que este risco é tanto mais elevado quanto menor for a idade, a mortalidade infantil pode ser decomposta em categorias respeitantes a idades específicas diferentes, no sentido de se avaliar a forma como se comporta o fenómeno em diversas etapas ao longo do primeiro ano de vida, sublinhando a mortalidade neonatal – respeitante às primeiras 4 semanas e a mortalidade pós-neonatal – concernente aos óbitos ocorridos entre 28 e 365 dias de idade. Na lógica do princípio acima referido, a mortalidade Neonatal pode ainda ser dividida em Neonatal Precoce (na primeira semana) e Neonatal Tardia (nas restantes três semanas). Abordaremos também a sazonalidade do fenómeno em questão, importante na medida em que os seus níveis variavam bastante ao longo do ano, influenciados pelas condições climatéricas que em certas alturas favoreciam a disseminação de algumas infecções. Ligada com este aspecto está a problemática das causas de morte em que abordaremos as causas médicas mais determinantes nos níveis observados, estabelecendo a partir daqui uma ligação com informações de âmbito qualitativo sobre as condições sanitárias do concelho, com o objectivo de procurar enquadrar os valores constatados e assim adiantar algumas explicações para o comportamento do fenómeno aqui tratado. [...]
URI: http://hdl.handle.net/10400.3/348
ISSN: 0871-7664
Aparece nas colecções:ARQ - Hist2s - Vol 05 (2001)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Albertino_Monteiro_p371-401.pdf277,09 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.