Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.3/3373
Título: Caracterização e distribuição espacial da comunidade fitoplanctónica do banco submarino Condor (SE do Faial, Açores) : relação com os parâmetros oceanográficos adjacentes
Autor: Botelho, Joana Vieira
Orientador: Martins, Ana (Maria de Pinho Ferreira da Silva Fernandes)
Gonçalves, Vitor (Manuel da Costa)
Prakya, Shree Ram
Palavras-chave: Ecologia Marinha
Fitoplâncton Marinho
Monte Submarino Condor (Açores)
Açores
Phytoplankton
Azores Archipelago
Atlantic Ocean
Data de Defesa: 8-Jan-2015
Resumo: Os montes submarinos são montes subaquáticos que se erguem centenas ou milhares de metros a partir do fundo do mar. Estes não são apenas estruturas geológicas omnipresentes e fundamentais dos fundos submarinos como são também, ecossistemas importantes e exuberantes compostos por uma vida marinha abundante, fazendo destes ecossistemas importantes locais de pesca que detêm mais de 80 % das espécies comerciais em todo o mundo, atraindo para estes locais um alto interesse económico internacional. Os montes submarinos são estruturas geológicas comuns no arquipélago dos Açores (Atlântico nordeste). Em particular, o monte submarino Condor está situado, sensivelmente, a 10 milhas náuticas a sudoeste da ilha do Faial (Açores). Entre 2009 e 2011, vários cruzeiros oceanográficos foram realizados na região do Condor no âmbito do projeto científico internacional CONDOR (PT0040 cofinanciado pelo programa EEA Grants Financial Mechanism - Iceland, Liechtenstein and Norway). O principal objetivo deste projeto foi estabelecer uma estação de pesquisa multidisciplinar de longo prazo para aprofundar o conhecimento científico sobre montes submarinos. No presente trabalho, as comunidades fitoplanctónicas foram estudadas através de amostras recolhidas em dois cruzeiros oceanográficos realizados a bordo do N/I "Arquipélago" entre Março e Outubro de 2009. Os objetivos principais deste estudo foram identificar e caracterizar quantitativamente as comunidades fitoplanctónicas existentes na coluna de água e, também, inferir se existiam padrões sazonais/anuais tentando associá-los aos fatores ambientes subjacentes. Entre outras, foram recolhidas amostras de água em diferentes profundidades para análises de fitoplâncton e clorofila a utilizando um sistema de Rosette com CTD acoplado. As amostras de água foram analisadas e o fitoplâncton foi taxonomicamente identificado. Os resultados para 13 estações (das 20 executadas em cada cruzeiro) são aqui apresentados. Os resultados revelam a estratificação da coluna de água no Verão, associada a uma concentração máxima de oxigénio. É também durante esta época que a maior abundância de organismos fitoplanctónicos é encontrada sendo, os cocolitóforos o grupo de fitoplâncton mais abundante. A profundidade máxima da clorofila (DCM) foi encontrada aos cerca de 50 m de profundidade tanto no Verão como no Outono.
ABSTRACT: Seamounts are underwater mountains that rise hundreds or thousands of feet from the seafloor. Not only these are ubiquitous and fundamental geological features of the ocean floor but also constitute important lush and intricate ecosystems composed of abundant marine life, producing important fishing grounds that hold more than 80 commercial species worldwide, thus attracting high international economic interest. Seamounts are common topographic features around the Azores archipelago (NE Atlantic). In particular, the Condor seamount is located approximately 10 nautical miles southwest of Faial Island (Azores). From 2009 to 2011, several cruises took place around this seamount as part of the international project CONDOR (PT0040 co-financed by the EEA Grants Financial Mechanism – Iceland, Liechtenstein and Norway). General aim of this project was to establish a multidisciplinary long-term research station to deepen scientific knowledge of seamounts. In the present work, phytoplankton communities are investigated through two Condor oceanographic cruises carried aboard R/V "Arquipélago" between March and October 2009. Main objectives of this study were to identify and characterize quantitatively phytoplankton communities existing in the water column and, also, to infer seasonal/annual patterns while trying to associate these with underlying environmental factors. Among others, water samples were collected at different depths for phytoplankton and chlorophyll a analysis using a coupled Rosette+CTD system. The water samples were processed in laboratory and phytoplankton was taxonomically identified. The results for 13 stations (out of the 20 performed in each of these cruises) are presented here. Main results reveal summer water column stratification associated with an oxygen maximum concentration. It is also during this season that the highest abundance of phytoplankton organisms is found being the coccolithophores the most abundant group of phytoplankton. The DCM (Deep Chlorophyll Maximum) was found at about 50 m depth both in summer and in autumn.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Estudos Integrados dos Oceanos.
URI: http://hdl.handle.net/10400.3/3373
Designação: Mestrado em Estudos Integrados dos Oceanos
Aparece nas colecções:DOP - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DissertMestradoResumoIndIntrodJVB2015.pdfResumo, Índice, Introdução433,72 kBAdobe PDFVer/Abrir
DissertMestradoJoanaVieiraBotelho2015.pdfDissertação de Mestrado3,02 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.