Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.3/3132
Título: À descoberta de padrões na natureza!
Autor: Teixeira, Ricardo Emanuel Cunha
Palavras-chave: Matemática
Divulgação Científica
Ensino da Matemática
Simetrias
Sucessão de Fibonacci
Número de Ouro
Data: 1-Ago-2014
Editora: IAIC - Informação, Animação e Intercâmbio Cultural
Citação: Teixeira, Ricardo C. (2014). "À Descoberta de Padrões na Natureza!", «Tribuna das Ilhas», 1 de agosto de 2014: p. 13.
Resumo: O conceito de padrão, quando empregue no dia a dia, pode assumir diferentes significados. Em geral, está associado à identificação de algum tipo de regularidade. A Matemática, enquanto "ciência dos padrões", fornece ferramentas que permitem classificar de forma rigorosa e exaustiva os padrões que encontramos, sejam eles numéricos, geométricos ou de outra natureza qualquer. Esta é a missão de um matemático: identificar regularidades para que, no meio da desordem e de um volume considerável de informação, se possa extrair algum tipo de invariância que conduza à caracterização das propriedades comuns aos diferentes casos analisados. Este aspeto estrutural a todo o edifício matemático deve ser tido em conta no Ensino da Matemática. Aprender Matemática requer esforço e dedicação. O sucesso nesta disciplina depende do interesse do aluno em despender o esforço necessário e da dedicação com que o faz. Mas como podemos incentivar os nossos jovens a realizar esta caminhada? A verdade é que o ser humano sente necessidade de perceber o propósito daquilo em que está envolvido e é, precisamente, o acreditar nesse propósito que lhe confere muitas vezes entusiasmo e determinação para prosseguir de modo a alcançar os objetivos delineados. É, por isso, fundamental que, desde tenra idade, as crianças percebam qual o papel da Matemática e como, enquanto ciência dos padrões, esta pode ser preponderante na vida prática do quotidiano, na sistematização da informação e numa melhor perceção daquilo que nos rodeia. Tal deve ser tido em conta desde o Pré-Escolar e 1.º Ciclo do Ensino Básico, uma vez que as representações que os jovens desenvolvem da Matemática no decorrer desses anos são determinantes para a relação que assumirão com esta área do saber nos restantes níveis de ensino e ao longo de toda a sua vida. Neste âmbito, surgiu a ideia de desenvolver um caderno de atividades para o Pré-Escolar e 1.º Ciclo do Ensino Básico, que se espera ser o primeiro de uma série de materiais pedagógicos de apoio, estruturados de acordo com os pressupostos estabelecidos nos parágrafos anteriores. [...].
URI: http://hdl.handle.net/10400.3/3132
Versão do Editor: http://www.tribunadasilhas.pt/index.php/opiniao/item/8464-%C3%A0-descoberta-de-padr%C3%B5es-na-natureza
Aparece nas colecções:DM - Jornal ou Revista / Newspaper or Magazine

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Ricardo C Teixeira A45.pdf3,38 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.