Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.3/3117
Título: A formação dos educadores de infância na área das ciências: implicações para a supervisão
Autor: Santos, Maria de Lurdes Machado
Orientador: Lima, Jorge Manuel Ávila de
Gomes, Carlos
Palavras-chave: Educação Pré-Escolar
Educador de Infância
Ensino da Ciência
Formação de Educadores de Infância
Supervisão Pedagógica
Data de Defesa: 23-Abr-2013
Citação: Santos, Maria de Lurdes Machado. "A formação dos educadores de infância na área das ciências: implicações para a supervisão". 2013. XIV, 156, XXXIII p.. (Dissertação de Mestrado em Supervisão Pedagógica: Educação de Infância). Ponta Delgada: Universidade dos Açores, 2012.
Resumo: Pela definição da Educação Pré-Escolar "enquanto primeira etapa da educação básica, estrutura de suporte de uma educação que se desenvolve ao longo da vida" (Orientações Curriculares, 1997, p. 11), percebe-se a importância deste nível de ensino no quotidiano das crianças e na sociedade atual. A Educação Pré-Escolar, caracterizada por um regime de monodocência, exige que os educadores de infância dominem várias áreas de saberes, de forma a dar resposta à necessidade que as crianças sentem de encontrar explicações para tudo o que as rodeia. Na maior parte das vezes, esta curiosidade encontra-se diretamente associada à área do Conhecimento do Mundo, preconizada nas Orientações Curriculares para a Educação Pré-Escolar como uma "sensibilização às Ciências" (Orientações Curriculares, 1997, p. 80). Foi com o intuito de tentar perceber como é abordada esta área na Educação Pré-Escolar, como se caracteriza a formação dos educadores de infância nesta área e como é supervisionada pelos supervisores cooperantes a área do Conhecimento do Mundo, que surgiu o interesse pela realização desta investigação. A metodologia adotada carateriza-se por uma abordagem mista, de forma a enriquecer e tornar mais completa a investigação. Numa primeira fase, foram distribuídos cento e vinte e seis questionários aos educadores de infância que se encontravam a lecionar na rede de Educação Pré-Escolar do concelho de Ponta Delgada, dos quais se recolheram cento e um. Posteriormente, foram realizadas cinco entrevistas semi-directivas. Através do questionário, foi possível aferir as principais caraterísticas da formação não-superior, superior e contínua dos educadores de infância; quais as suas representações sobre educação em ciências; as principais caraterísticas das suas práticas educativas e, finalmente, a sua opinião sobre a supervisão em ciências. As entrevistas permitiram aprofundar um pouco mais alguns aspetos que tinham sido abordados no questionário, sobretudo a parte referente à supervisão em ciências. As principais conclusões deste estudo revelam-nos que, apesar de a área do Conhecimento do Mundo ter extrema importância para o desenvolvimento das crianças em idade pré-escolar, e de esta importância ser reconhecida pelos educadores de infância, acaba por ser um pouco negligenciada pelos mesmos. Tal deve-se, em parte, segundo a nossa investigação, ao fato de muitos dos educadores de infância terem, como último ano de frequência de uma disciplina de ciências físico-químicas e naturais, o 9º ano. Deve-se, igualmente, às caraterísticas da formação superior dos educadores de infância, assente sobretudo em aulas teóricas, e à escassez de ações de formações contínua na área do Conhecimento do Mundo. Esta investigação remete-nos ainda para a visão tradicionalista que muito educadores de infância têm sobre a ciência e a forma como esta se trabalha, associando-se muitas vezes ciências a experiências. Quanto às conclusões referentes ao papel do supervisor cooperante enquanto orientador de estágio, verifica-se alguma insegurança da parte destes quando têm que supervisionar atividades relacionadas com a área do Conhecimento do Mundo. Essencialmente, porque eles próprios reconhecem nem sempre se sentem muito à vontade para realizar determinadas atividades neste âmbito, tendo estas de ser muito bem planificadas e estruturadas, o que revela sentimentos de insegurança da sua parte. Por último, esta dissertação termina referindo as limitações encontradas no decurso do estudo, bem como apresentando sugestões para futuras investigações.
ABSTRACT: If one takes the definition of kindergarten education to mean that it is "the first stage of basic education, a structure that supports the education that develops throughout life" (Orientações Curriculares, 1997, p. 11), one realizes the importance of this level of schooling for children’s day-to-day experiences in current society. Kindergarten education, which is characterized by a single-teacher regime, requires that kindergarten teachers master several knowledge areas, in order to be able to respond to the needs that children experience when they try to find explanations for the events that surround them. Most of the times, this curiosity is directly associated with the Knowledge of the World (Conhecimento do Mundo) area, which is conceived, in the Curriculum Guidelines for Pre-School Education, as a "sensitizing to science" (Orientações Curriculares, 1997, p. 80). The interest in undertaking the present research study stemmed from an effort to understand how this area is approached in kindergarten education, what the characteristics of kindergarten teachers' training are in this respect and how the Knowledge of the World domain is supervised by cooperating kindergarten teachers. The research methodology that has been adopted is based on a mixed-methods approach which aimed to achieve a more comprehensive understanding of the issues at stake. In a first stage, one hundred and twenty six questionnaires were distributed to the kindergarten teachers who were teaching in the network of kindergarten schools of the district of Ponta Delgada. One hundred and one filled questionnaires were returned. Subsequently, five semi-structured interviews were conducted. The questionnaire data made it possible to identify the main characteristics of kindergarten teachers’ training before their higher education studies, during higher education and also in continuous staff development. We also identified these teachers’ representations of science education, the main characteristics of their educational practices and, finally, their opinions about educational supervision in the sciences. The interviews allowed us to achieve a more in-depth understanding of some of the aspects that were investigated in the questionnaire, especially with respect to supervision in the sciences. The main conclusions of the study show that, despite the strong importance of the Knowledge of the World area for the development of pre-school aged children, and despite the fact that this importance is recognized by kindergarten teachers, in practice it ends up being somewhat neglected by them. According to our investigation, this is due, in part, to the fact that many kindergarten teachers have not been schooled in physics-chemistry and the natural sciences since their 9th grade, before they enrolled in their higher education studies. It is also due to the characteristics of their initial training in higher education, which is based mostly on theory-oriented classes, and to the scarcity of continuous staff development opportunities in the Knowledge of the World area. This study has also found that many kindergarten teachers have a traditionalist vision of science and of the way it can be worked in classrooms, and that they often equate science with the organization of classroom experiments. With respect to the conclusions related to the cooperating kindergarten teacher role as internship supervisor, we have found that cooperating teachers experience some insecurity when they have to supervise activities related to the Knowledge of the World area. The main reason for this is that they themselves recognize that they do not feel totally comfortable in undertaking some of these activities. They feel that these activities have to be very well-planned and structured, which is a sign of their feelings of insecurity. The dissertation closes with a reference to the limitations that were experienced over the course of the study, as well as a presentation of suggestions for future studies.
Descrição: Dissertação de Mestrado, Supervisão Pedagógica (Educação de Infância), 23 de Abril de 2013, Universidade dos Açores.
URI: http://hdl.handle.net/10400.3/3117
Aparece nas colecções:DCE - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DissertMestradoResumoIndIntrodMLMS2013.pdfResumo, Índice, Introdução220,17 kBAdobe PDFVer/Abrir
DissertMestradoMariaLurdesMachadoSantos2013.pdfDissertação de Mestrado1,33 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.