Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.3/3100
Título: Envelhecimento e actividades na reforma: situação e satisfação com a vida dos reformados bancários: um estudo na ilha de São Miguel
Autor: Cordeiro, João Manuel Medeiros Vieira
Orientador: Tomás, Licínio Manuel Vicente
Palavras-chave: Ciências Sociais
Envelhecimento Activo
Satisfação Pessoal
Vida Social
Active Aging
Life Satisfaction
Retirement Adaption
Data de Defesa: 20-Mai-2014
Citação: Cordeiro, João Manuel Medeiros Vieira. "Envelhecimento e actividades na reforma: situação e satisfação com a vida dos reformados bancários: um estudo na ilha de São Miguel". 2014. 118 p.. (Dissertação de Mestrado em Ciências Sociais). Ponta Delgada: Universidade dos Açores, 2013.
Resumo: Este presente projecto de investigação propõe-se abordar a questão do envelhecimento, essencialmente nas suas implicações sociais e profissionais. Com ele pretende-se analisar a fase da vida na situação de reforma para os indivíduos reformados do sector bancário, procurando conhecer de que forma as suas actividades, ocupações, situação e o conjunto de papéis sociais que possuam, se relacionam com a satisfação com a vida durante a reforma. Pretende-se ainda saber se a satisfação com a vida sofre alterações em função do tempo de reforma, do género e do estado civil do indivíduo. Pretende-se igualmente saber se a envolvência em actividades produtivas e de utilidade social aumenta a satisfação com a vida, na reforma. O estudo incide sobre os indivíduos reformados bancários da ilha de São Miguel com 55 e mais anos que exerçam actividades ou, embora não as exercendo, possuam condições gerais de saúde favoráveis ao seu exercício. Procurou-se atingir o universo dos profissionais bancários reformados, sendo identificados 331 bancários reformados na ilha de São Miguel, numa paridade de 277 homens e 54 mulheres. Deste universo colaboraram na investigação152 sujeitos, o que representa uma percentagem de respondentes de cerca de 45%, face ao número total dos reformados bancários. Os resultados obtidos neste estudo mostram que a envolvência em actividades produtivas ou de utilidade social influencia a satisfação com a vida e que esta tende a diminuir com o aumento do tempo passado na reforma, confirmando certos estudos. Os casados estão mais satisfeitos com a vida do que os solteiros ou as pessoas que vivem sozinhas; corroborando certos estudos e outros não, as mulheres apresentam níveis de satisfação com a vida significativamente mais elevados do que os homens.
ABSTRACT: The purpose of this paper is to draw attention to the issue of aging, specially on its social and professional implications. In this sense, the main aim of this paper is to analyse the stage of life in retirement situation for individuals retired from the banking sector, trying to understand how their activities, occupations, status and set of social roles that they have, relate to life satisfaction after retirement. The aim is also to know whether life satisfaction changes depending on the time of retirement, gender and marital status of the individual. At the same time, the intention of this work is also to know whether the involvement in productive activities and social utility increases life satisfaction after retirement. This study has been applied to retired bank officers on the island of São Miguel with 55 and more years engaged or, while not exercising, with general health conditions favorable for its exercise. We tried to reach the world of retired banking professionals, and we identified 331 retired bank professionals on the island of São Miguel, 277 men and 54 women. In this research project were interviewed 152 professionals, representing 45 percent of respondents. The results of this study show that the involvement in productive activities or social utility influences life satisfaction and that this tends to decrease with increasing time spent in retirement, confirming some studies. Married people are more satisfied with life than singles or people who live alone, corroborating some studies and not others, women have levels of life satisfaction significantly higher than men.
Descrição: Dissertação de Mestrado, Ciências Sociais, 20 de Maio de 2014, Universidade dos Açores.
URI: http://hdl.handle.net/10400.3/3100
Aparece nas colecções:DHFCS - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DissertMestradoResumoIndIntrodJMMVC2014.pdfResumo, Índice, Introdução83,62 kBAdobe PDFVer/Abrir
DissertMestradoJoaoManuelMedeirosVieiraCordeiro2014.pdfDissertação de Mestrado770,41 kBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.