Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.3/3075
Título: Números curiosos: o azarento 13 (parte I)
Autor: Teixeira, Ricardo Emanuel Cunha
Palavras-chave: Matemática
Divulgação Científica
Números Curiosos
13
Sexta-feira 13
Data: 13-Jun-2014
Editora: IAIC - Informação, Animação e Intercâmbio Cultural
Citação: Teixeira, Ricardo C. (2014). "Números curiosos: o azarento 13 (parte I)", «Tribuna das Ilhas», 13 de junho de 2014: p. 10.
Resumo: Os números são uma presença constante nas nossas vidas, por isso não lhes conseguimos ficar indiferentes. Mesmo que de forma inconsciente, procuramos naturalmente padrões numéricos no dia a dia e naqueles acontecimentos que nos marcaram ao longo da vida. (...) Mais curioso ainda é que, de entre os números naturais, parece haver uma clara preferência pelos números primos, que geram muitas vezes sentimentos controversos. (...) Neste artigo, dedicamos a nossa atenção ao 13 e ao azar que aparenta encerrar, pelo menos na cultura ocidental. (...) A partir de meados do século XIX, esta superstição entrou no imaginário coletivo ocidental, sobretudo americano, e eram difundidas regularmente histórias de indivíduos que se haviam sentado numa mesa com outras 12 pessoas e que haviam morrido tragicamente no espaço de um ano. Esta paranóia era alimentada pelos jornais da época, o que levou um grupo de nova-iorquinos a fundar um clube, “The Thirteen Club”, com o objetivo de combater uma superstição que consideravam nefasta para a sociedade. No décimo terceiro dia de cada mês, os membros deste clube juntavam-se para jantar em mesas de 13 lugares. A ideia era provar que, ao fim de um ano, todos continuariam vivos. (...) Lawson teve o dom de juntar no seu romance duas superstições na moda na época: a crença de que 13 é um número de azar e a crença de que sexta-feira é um dia de azar (com origem provavelmente no facto de Jesus ter sido crucificado numa sexta-feira). Desde então, o receio associado à sexta-feira 13 cresceu exponencialmente, derrubando em popularidade todas as outras superstições assocadas ao 13, incluindo a primeira de todas: a fatalidade das mesas com 13 pessoas! (...)
URI: http://hdl.handle.net/10400.3/3075
Versão do Editor: http://www.tribunadasilhas.pt/index.php/opiniao/item/8275-n%C3%BAmeros-curiosos-o-azarento-13-parte-i
Aparece nas colecções:DM - Jornal ou Revista / Newspaper or Magazine

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Ricardo C Teixeira A41.pdf4,18 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.