Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.3/2868
Título: Simbologia da Açorianidade na Pintura de Domingos Rebelo e de Borba Vieira
Autor: Castro, Maria Gabriela
Palavras-chave: Arte
Estética
Açorianidade
Símbolos
Data: 2010
Editora: Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa
Citação: Castro, Gabriela (2010). "Simbologia da Açorianidade na Pintura de Domingos Rebelo e de Borba Vieira", Philosophica, 36, 45-54. ISSN 0872-4784.
Resumo: A Açorianidade é a questão que nos propusemos estudar do interior da Estética Filosófica, como projecto de investigação apoiado pela Direcção Regional da Ciência e Tecnologia, do Governo dos Açores, e que metaforicamente denominámos REMA. REMA, acrónimo de Reflexão Estética sobre a Mundividência da Açorianidade, levou-nos às nove ilhas do arquipélago onde pudemos olhar, sentir e vivenciar o modo como a Açorianidade é, em nosso entender, uma presença subjectiva numa ausência de objectividade. Certamente que perguntar pela Açorianidade é tarefa profícua para se apreender o desvelar de um modo de ser açoriano que não sendo regional não deixa de ser o testemunho da nossa regionalidade. Somos açorianos sim, porém, iguais e diferentes nesse mesmo modo de o sermos. Cada ilha, cada cidade, cada freguesia dos Açores se sente irmã e rival de todas as outras. Aquilo que o sentimento, a afectividade ou a emoção a todos une, rivaliza, de acordo com os mesmos pressupostos, com tudo aquilo que aos mesmos diferencia. Pensar a Açorianidade pelos símbolos presentes nos quadros de Domingos Rebelo e de Tomaz Borba Vieira é assim o nosso tema assente numa inteligibilidade estética, porque subjectiva e onde o belo se revela uma finalidade sem fim, em sentido kantiano.
Peer review: no
URI: http://hdl.handle.net/10400.3/2868
ISSN: 0872-4784
Aparece nas colecções:DHFA - Artigos em Revistas Nacionais / Articles in National Journals

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Simbologia de Acorianidade na Pintura de Domingos Rebelo e de Borba Vieira_Philosophica_N36_2010.pdf1,59 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.