Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.3/2848
Título: Selecção de germoplasma, estabelecimento, proliferação e enraizamento de arbustos silvestres do mirtilo-dos-açores (Vaccinium cylindraceum Sm.)
Autor: Martín Rucandio, Igor
Orientador: Pereira, Maria João Bornes Teixeira
Palavras-chave: Arbustos Silvestres
Micropropagação
Auxinas
Citocininas
Vaccinium cylindraceum
Data de Defesa: 22-Jan-2014
Citação: Martín Rucandio, Igor. "Selecção de germoplasma, estabelecimento, proliferação e enraizamento de arbustos silvestres do mirtilo-dos-açores (Vaccinium cylindraceum Sm.)". 2014. [5], 41 p.. (Dissertação de Mestrado em Biologia (Biotecnologia Vegetal)) - Ponta Delgada: Universidade dos Açores, 2013.
Resumo: Este estudo teve como objetivo o estabelecimento e a micropropagação de arbustos silvestres de Vaccinium Cylindraceum Sm. selecionados pela quantidade e qualidade dos frutos produzidos. Para a obtenção de rebentos uma solução de forçagem suplementada com 8-HQS foi aplicada sobre estacas dormentes provenientes de 4 arbustos silvestres na ilha de São Miguel. Em todas as fases culturais da micropropagação foi usado o meio de Zimmermann e Broome de 1980 (meio Z2). O efeito das citocininas Zeatina (3 mg/l) e 2iP (5 mg/l), o efeito da subcultura, o efeito do clone e o efeito origem da sacarose foram testados na fase proliferativa. A auxina IBA (2 mg/l) foi testada na fase de enraizamento, assim como o efeito do tempo e a interação entre reguladores de crescimento foram testado para cada clone, assim como o efeito do próprio clone. Pese às altas taxas de contaminação, estabeleceram-se os 4 clones sem a ação do bicloreto de mercúrio. A Zeatina foi mais eficiente do que o 2iP, o clone 4 foi o que melhor desenvolveu tanto na proliferação, como no enraizamento. A sacarose alimentícia deu melhores resultados do que a laboratorial. O tempo de enraizamento recomendável são 12 semanas onde uma maior proporção de explantados enraizaram. Não se observaram interações entre as citocininas da fase proliferativa e a auxina da fase de enraizamento.
Descrição: Dissertação de Mestrado, Biologia (Biotecnologia Vegetal), 22 de Janeiro de 2014, Universidade dos Açores.
URI: http://hdl.handle.net/10400.3/2848
Aparece nas colecções:DBIO - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DissertMestradoIgorMartinRucandio2014.pdf10,34 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.