Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.3/2845
Título: Faunística e conservação das aranhas (ordem Araneae) nas Ilhas Desertas (Madeira)
Autor: Crespo, Luís C. (Carlos da Fonseca)
Orientador: Borges, Paulo A. V. (Alexandre Vieira)
Cardoso, Pedro
Palavras-chave: Aracnofauna
Spider Fauna
Ilhas Desertas (Madeira)
Desertas Islands (Madeira)
Data de Defesa: 31-Jan-2013
Citação: Crespo, Luís Carlos da Fonseca. "Faunística e conservação das aranhas (ordem Araneae) nas Ilhas Desertas (Madeira)". 2013. 77 p.. (Dissertação de Mestrado em Gestão e Conservação da Natureza) – Angra do Heroísmo: Universidade dos Açores, 2012.
Resumo: Apesar do conhecimento relativamente satisfatório da aracnofauna do arquipélago da Madeira, o mesmo não se observa para as Ilhas Desertas, já que até à presente data apenas estavam referenciadas 11 espécies nestas 3 ilhas localizadas a cerca de 20 km a Sudeste da Madeira. Os únicos trabalhos sobre a aracnofauna das Desertas são pertencentes a pioneiros na área da taxonomia. Assim sendo, é importante inventariar a sua comunidade de aranhas. Foram para este efeito usadas várias técnicas de amostragem, tanto padronizadas como adhoc. São agora conhecidas 49 espécies, muitas das quais a aguardar descrição futura. É notável um caso de radiação explosiva no género Dysdera que conta com 6 espécies endémicas na Deserta Grande, uma ilha apenas com 10 km2, e uma espécie adicional do Bugio, estando todas elas por descrever. De entre as muitas endémicas, a tarântula-das-Desertas (Hogna ingens (Blackwall, 1857)) encontra-se restrita a um pequeno vale na zona Norte da Deserta Grande, o Vale da Castanheira. Este Vale encontra-se ocupado pela planta Phalaris aquatica L., invasora dominante desde a erradicação do coelho em 1996. O Parque Natural da Madeira tem vindo a efectuar esforços no sentido de a erradicar, mas a eficácia deste esforço ainda não foi avaliada e procurar-se-á estudar o efeito da invasora na presença e abundância da tarântula. O seu porte de 40 mm de corpo torna-a um predador de topo neste habitat, mas pouco se sabe acerca da sua população, sendo os únicos trabalhos publicados sobre esta espécie de natureza taxonómica. O seu habitat restrito e a flora invasora colocam a espécie potencialmente em perigo e exigem que seja determinado um estatuto de ameaça segundo os critérios da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN), levando à prioritização de medidas de protecção da espécie. As actividades científicas realizadas foram enquadradas no âmbito do projecto SOST-MAC (ref. MAC/2/C040), financiado pela Secretaria Regional do Ambiente e Recursos Naturais da Região Autónoma da Madeira.
ABSTRACT: Although the knowledge of the spider fauna of the Madeira archipelago is relatively satisfactory, to the present date only 11 spider species were cited for the Desertas Islands, a small archipelago of 3 islands 20 km Southeast of Madeira. The only works about the spider fauna of the Desertas are works of pioneer taxonomists. Therefore, it is important to build an inventory for spiders. Several sampling methods were used, both standardized as ad-hoc. 49 species are now known, many of which waiting for description. A remarkable case of explosive radiation was found in the genus Dysdera, in which 6 new species from Deserta Grande, an island with only 10 km2, and one additional new species from Bugio, are accounted for. Among the many endemics, the Desertas wolf spider (Hogna ingens (Blackwall, 1857)) is restricted to a small valley in the North end of Deserta Grande, the Vale da Castanheira. This valley is occupied by the plant Phalaris aquatica L., a dominant invasive species since the rabbits were eradicated in 1996. The Natural Park of Madeira has been conducting efforts to eradicate this herb, but the efficacy of this effort was not yet assessed and we aim to study the effect of the invasive plant in the presence and abundance of the wolf spider. Its body size of 40 mm makes it a top predator in this habitat, but little is known about its population, being the only published works about it of taxonomic nature. Its restrict habitat and the invasive flora that dwell within make it a potentially endangered species and demand that an extinction risk assessment according to the International Union for Conservation of Nature (IUCN) should be performed, so that protection measures for the spider can be prioritized. The scientific activities were part of the project SOST-MAC (ref. MAC/2/C040), financed by the Regional Secretariat of Environment and Natural Resources of the Madeira Autonomous Region.
Descrição: Dissertação de Mestrado, Gestão e Conservação da Natureza, 31 de Janeiro de 2013, Universidade dos Açores.
URI: http://hdl.handle.net/10400.3/2845
Aparece nas colecções:DCA - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DissertMestradoLuisCarlosFonsecaCrespo2013.pdf4,06 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.