Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.3/2828
Título: A diplomacia Norte-Americana e as movimentações independentistas nos Açores em 1975: uma neutralidade atenta
Autor: Cabral, Berta Maria Tavares Sousa
Orientador: Cordeiro, Carlos Alberto da Costa
Palavras-chave: Autonomia
Diplomacia Norte-Americana
Frente de Libertação dos Açores (FLA)
Independência
Junta Regional
Relações Internacionais
História dos Açores (século XX)
Data de Defesa: 3-Dez-2013
Citação: Tavares, Berta. "A diplomacia Norte-Americana e as movimentações independentistas nos Açores em 1975: uma neutralidade atenta". 2013. V, 201 p.. (Dissertação de Mestrado em Relações Internacionais) - Ponta Delgada: Universidade dos Açores, 2013.
Resumo: A ideia da independência dos Açores foi uma constante no processo autonómico sendo os impulsos independentistas mais acentuados em momentos de crise económica e associados a interesses estrangeiros que oscilaram ao longo dos tempos. No período em análise, o ano de 1975, a ligação privilegiada foi aos Estados Unidos da América, mas existiram outras. No entanto, centraremos a discussão nesta. É a partir dela que se aborda a influência das forças independentistas na instauração do regime autonómico após o 25 de abril de 1974. A correspondência trocada no triângulo Departamento de Estado norte-americano, embaixada em Lisboa e consulado dos Estados Unidos em Ponta Delgada é a principal fonte a que recorremos, através de consulta no sítio do National Archives. A administração norte-americana manteve uma relação privilegiada com os independentistas. Depois da criação da Junta Regional a atenção do consulado em Ponta Delgada volta-se para este órgão que assume as funções governativas até à tomada e posse do primeiro Governo Regional dos Açores do regime autonómico constitucional.
ABSTRACT: The idea of the Independence of Azores was a constant in autonomic process and the independence impulses was being more pronounced in time of economic crisis and associated with foreign interests fluctuated over time. In this period, the year of 1975, the special connection was to the United States, but there was other toss. However, the discussion will focus on the American way, in fact is from is addresses the influence of the independence forces in the establishment of the autonomic regime post April 25, 1974. The correspondence in the triangle US State Department, embassy in Lisbon and consulate in Ponta Delgada is the main source in use, consultation on website of National Archives. The US administration has maintained a privileged relationship with the separatists. After creation of Junta Regional the attention of consulate concentrates on those who assume the function of government until taking by the first government of autonomic constitutional regime.
Descrição: Dissertação de Mestrado, Relações Internacionais, 3 de Dezembro de 2013, Universidade dos Açores.
URI: http://hdl.handle.net/10400.3/2828
Aparece nas colecções:DHFA - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DissertMestradoBertaMariaTavaresSousaCabral2013.pdf8,59 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.