Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.3/2755
Título: Essencialidade nutricional do selénio no homem
Autor: Pavão, Maria Leonor
Palavras-chave: Bioquímica
Data: 2006
Citação: PAVÃO, M. L.. "Essencialidade nutricional do selénio no homem". 2007. 11p. (Sumário da lição de síntese apresentada no âmbito das Provas públicas requeridas para a obtenção do título de agregado no grupo de disciplinas de Bioquímica). Ponta Delgada: Departamento de Ciências Tecnológicas e Desenvolvimento, Universidade dos Açores, 2006.
Resumo: "ENQUADRAMENTO DA AULA E JUSTIFICAÇÃO DA TEMÁTICA SELECCIONADA. A aula de síntese agora proposta tem por destinatários os alunos da disciplina de Bioquímica III, integrada no 6º semestre do curso de licenciatura em Biologia (ramo de Biotecnologia) da Universidade dos Açores. Trata-se de uma cadeira de carácter obrigatório para o referido ramo do curso, à qual estão atribuídos 3 créditos. O conteúdo programático da cadeira é de certa forma complementar dos das disciplinas de Bioquímica I e Bioquímica II (do 2º e 3º semestres, respectivamente), de frequência obrigatória para os estudantes de todos os cursos e ramos no âmbito da Biologia. Isto é, os alunos inscritos na disciplina deverão ter concluído a sua formação geral em Biologia e Química, particularmente, em Bioquímica, que abrange os temas centrais destas disciplinas de formação geral – estrutura química/função, metabolismo e respectivos mecanismos de regulação de glícidos, lípidos, prótidos e nucleótidos. O programa está organizado em duas partes. A primeira diz respeito aos elementos químicos presentes no mundo vivo habitualmente considerados como “bioinorgânicos”, à sua biodisponibilidade e às estratégias envolvidas na sua captação, retenção e eliminação pelos sistemas biológicos e consequentes funções desempenhadas. Inclui ainda um capítulo sobre a essencialidade e a toxicidade dos mesmos. São particularmente tratados o sódio, o potássio, o cloro, o magnésio, o fósforo, o cálcio, o ferro, o manganês, o zinco, o cobre e o enxofre (nos aspectos que estão para além da participação deste não metal na constituição de proteínas, já evidenciada nas disciplinas anteriores de Bioquímica I e II). A segunda trata da utilização do oxigénio pelos sistemas biológicos, nomeadamente no que se refere ao binómio efeitos benéficos/ efeitos nocivos da sua forma molecular mais estável (O2), excelentemente reflectido na expressão de Diplock (19811) -“Life as we know it is poised on a knife - edge of uncertainty between the benign and the malevolant aspects of oxygen metabolism”. Uma vez que a respiração celular e o metabolismo energético constituíram temáticas nucleares das disciplinas de Bioquímica anteriores, são agora particularmente abordados os processos de activação do oxigénio envolvidos na produção de espécies reactivas de oxigénio (ROS), quer a nível endógeno quer exógeno, a sua utilização em reacções metabólicas e em processos fisiológicos fundamentais, bem como as formas de protecção e combate aos seus efeitos nocivos desenvolvidas pelos organismos aeróbios e que integram uma função antioxidante. É assim posta em evidência a existência de um estado pró-oxidante/antioxidante estacionário de um organismo que, quando perturbado por um excesso de disponibilidade de ROS ou por uma depleção nos sistemas antioxidantes, conduz ao stresse oxidativo. Trata-se finalmente dos danos provocados pelo stresse oxidativo nas biomoléculas e estruturas celulares e da sua associação à toxicidade de muitas drogas, ao processo de envelhecimento e à origem e progressão de muitas situações patológicas. O tema da presente aula representa, assim, uma espécie de intersecção entre a primeira e a segunda parte do programa, no sentido em que permite ilustrar, numa perspectiva integrada e para o caso particular do selénio, os objectivos definidos para a disciplina no seu todo. Focando o selénio como oligoelemento essencial para os mamíferos, e envolvendo necessariamente as suas relações com o enxofre, dá azo ao desenvolvimento de aspectos importantes da bioquímica destes elementos (com características únicas) e das suas relevantes funções biológicas, geralmente pouco realçadas nos programas gerais de Bioquímica. Por outro lado, e uma vez que a essencialidade do selénio assenta, ao nível molecular, na acção de selenoproteínas, algumas das quais com propriedades eminentemente antioxidantes (como a família dos glutationoperoxidases), acentua-se, com maior profundidade, a importância da manutenção de uma função eficaz de combate aos efeitos nocivos da utilização do oxigénio. Neste contexto, os estudantes têm a oportunidade de se aperceber, de uma forma bastante concreta, das questões postas pela necessidade de definir e avaliar o estado nutricional adequado num oligoelemento essencial, nomeadamente no que se refere aos critérios subjacentes à escolha de marcadores desse estado e às respectivas limitações. O interesse do tema é ainda realçado pelo seu entrelaçamento inevitável com aspectos fundamentais da saúde e da doença, particularmente do Homem, os quais serão naturalmente pouco desenvolvidos, dada a natureza do curso em que se insere a aula. Finalmente, crê-se que o selénio e a história do seu conhecimento constituem um exemplo paradigmático, particularmente extenso e elucidativo para os estudantes, de uma exigência incontornável da Ciência, inerente à sua própria definição, que apela a uma atitude de constante abertura, por parte de quem a faz, para aceitar com naturalidade e de forma imperativa a necessidade de reformular ideias frequentemente bastante arreigadas, num contínuo esforço para encontrar respostas adequadas às perguntas que o seu próprio desenvolvimento vai suscitando. […]".
Descrição: Sumário da lição de síntese apresentada no âmbito das Provas públicas requeridas para a obtenção do título de agregado no grupo de disciplinas de Bioquímica, 19 de Janeiro de 2007.
URI: http://hdl.handle.net/10400.3/2755
Aparece nas colecções:DCFQE - Teses de Doutoramento / Doctoral Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Agregacao - Aula - Versao Repositorio - Definitivo.pdf55,34 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.