Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.3/2714
Título: Precariedade laboral em situação de pobreza: contributos para uma tipologia
Autor: Diogo, Fernando
Palavras-chave: Pobreza
Precariedade no Emprego
Precariedade
RSI
Emprego
Precariousness
Poverty
Employment
Profile
Data: 2012
Editora: APS, Associação Portuguesa de Sociologia
Citação: Diogo, Fernando (2012). "Precariedade laboral em situação de pobreza: contributos para uma tipologia", in Atas do VII Congresso Português de Sociologia, Sociedade, Crise e Reconfigurações, 19 a 22 de Junho de 2012 na Faculdade de Letras da Universidade do Porto.
Resumo: Os dados estatísticos disponíveis permitem perceber que a precariedade no emprego afecta um número crescente de indivíduos. Concomitantemente, os discursos políticos e mediáticos sobre este processo social são omnipresentes. Contudo, os estudos sistemáticos sobre a temática não abundam, quer a nível nacional, quer a nível internacional, pelo que discursos e decisões políticas sobre o assunto não têm por base informações factuais aprofundadas. Nesta comunicação, propomo-nos contribuir para a caracterização sistemática deste processo social, recorrendo a um inquérito por questionário aos beneficiários do Rendimento Social de Inserção que trabalham, e à reflexão enquadradora de Beck e Castels relativamente às transformações do mercado de trabalho e à definição de precariedade no emprego. Os indivíduos em situação de pobreza que trabalham constituem uma população particularmente adequada para estudar a precariedade no emprego, quer por ser entre eles que se encontram todas as formas de precariedade, incluindo as mais extremas, quer porque se trata de uma categoria social em que a questão se coloca de forma persistente no tempo. Na análise a apresentar, confrontam-se as diferentes formas de vinculação em relação ao emprego com as principais características sócio-demográficas dos inquiridos construindo-se diferentes perfis de ser precário. Com efeito, a precariedade no emprego não é um processo social homogéneo. Apesar da incerteza em relação ao futuro como denominador comum, existem formas de precariedade com diferentes graus de intensidade, porque mais ou menos afastadas da norma do emprego sem termo, havendo mesmo trabalhadores pobres caracterizados pela condição de efectivo. Os métodos de pesquisa de dados, compreendem as análises univariada, bivariada e multivariada (análise factorial das correspondências múltiplas). O inquérito aos beneficiários do RSI que trabalham tem como âmbito (e representatividade) os Açores e recorrer-se-á a dados nacionais (INE) e europeus (Eurostat) para contextualizar e aprofundar as questões abordadas. Neste sentido, partindo da análise de um estudo de caso, através da construção de tipos a utilizar em contexto mais vasto (quer sociológico,quer geográfico), esta comunicação é uma contribuição para a compreensão aprofundada deste processo social.
ABSTRACT: The available Statistical data allow us to understand that the precariousness in the employment affects a growing number of individuals. Concomitantly, the political and media discourses on this social process are ever-present. However, systematic studies on the subject are scarce, either domestically or internationally, so speeches and policy decisions on the subject are not based on in-depth factual information. In this communication, we will contribute to the systematic characterization of this social process, using a survey to the recipients of the Social Inclusion Income (RSI) that work, (the Portuguese Support Income Program), and the framework of Beck and Castels in what relates to the changes in the labor market and to the definition of precariousness in employment. Individuals in poverty that work are a population particularly suitable for studying the precariousness in employment, either because it is among them that we can find all forms of precariousness, including the most extreme, either because it is a social category where that question arises in a persistent way in time. In the presented analysis, we confront the different forms of employment contrats with the main socio-demographic characteristics of respondents, building up different profiles to be precarious. Indeed, the precariousness in the employment isn’t a homogenous social process. Despite the uncertainty about the future as a common denominator, there are forms of precariousness with different degrees of intensity, because more or less away from the norm of employment without a limited duration. Furthermore, there are working poor characterized by the condition of a stable job. The data research methods include univariate, bivariate and multivariate analysis (factor analysis of multiple correspondences). The survey of recipients of the RSI that work has as scope (and representation) the Azores islands and we will resort to national data (INE) and European (Eurostat) to contextualize and explore the issues addressed. In this sense, with the analysis of a case study as starting point, by building types to be used in a wider context (whether sociological or geographical), this comunication is a contribution to a broader understanding of this social process.
Descrição: VII Congresso Português de Sociologia, "Sociedade, Crise e Reconfigurações", 19 a 22 de Junho de 2012 na Faculdade de Letras da Universidade do Porto (Comunicação).
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.3/2714
ISBN: 978-989-97981-0-6
Versão do Editor: http://www.aps.pt/vii_congresso/papers/finais/PAP0765_ed.pdf
Aparece nas colecções:DHFA - Comunicações a Conferências / ConferenceItem

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
PAP0765_ed.pdf646,67 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.