Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.3/2694
Título: Um número que vale ouro
Autor: Teixeira, Ricardo Emanuel Cunha
Palavras-chave: Matemática
Divulgação Científica
Sucessão de Fibonacci
Número de Ouro
Pentagrama
Data: 4-Out-2013
Editora: IAIC - Informação, Animação e Intercâmbio Cultural
Citação: Teixeira, Ricardo C. (2013). "Um número que vale ouro", «Tribuna das Ilhas», 4 de outubro de 2013: p. 8.
Resumo: (...) Geometricamente, o número de ouro surge a partir da divisão de um segmento no que Euclides designou por média e extrema razão, na sua obra Elementos (cerca de 300 a.C.): um segmento é cortado na média e extrema razão sempre que está para a maior parte assim como a maior parte está para a menor parte (figura A). Se assumirmos que o valor do comprimento do segmento mais pequeno é igual a 1 unidade e que o segmento maior mede x unidades, obtemos a seguinte relação: (x+1)/x=x/1. Multiplicando ambos os membros por x, deduzimos a equação quadrática x^2-x-1=0. Ao aplicar a conhecida fórmula resolvente, obtemos como solução positiva a metade da soma de raiz de 5 com 1, nada mais, nada menos do que phi. O número de ouro apresenta outros aspetos curiosos. (...)
URI: http://hdl.handle.net/10400.3/2694
Versão do Editor: http://www.tribunadasilhas.pt/index.php/opiniao/item/7060-um-n%C3%BAmero-que-vale-ouro
Aparece nas colecções:DME - Jornal ou Revista / Newspaper or Magazine

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Ricardo C Teixeira A24.pdf4,06 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.