Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.3/2659
Título: Percepção e práticas das mulheres Açorianas, com 50 e mais anos, para a promoção do envelhecimento saudável e da longevidade com qualidade
Autor: Bicudo, Maria José Garoupa Albergaria
Mendes, Armando B.
Palavras-chave: Mulheres Açorianas
Envelhecimento Saudável
Longevidade com Qualidade
Azorean Women
Healthy Aging
Longevity with Quality
Data: 2011
Editora: Universidade Federal do Paraná
Citação: Bicudo, Maria José Garoupa Albergaria; Mendes, Armando B. (2011). "Percepção e práticas das mulheres Açorianas, com 50 e mais anos, para a promoção do envelhecimento saudável e da longevidade com qualidade", Trabalho apresentado em IV Congresso Internacional A Voz e a Vez da Mulher Portuguesa na Diáspora: Brasil e outros lugares, In Portuguesas na diáspora: histórias e sensibilidades, 195 – 213. ISBN: 978-85-7335-269-6. Curitiba, ed. UFPR.
Resumo: A maioria dos clientes estudados de um Centro de Saúde Açoriano considera razoável a sua qualidade de vida e a sua saúde, embora o grupo que tem percepção negativa, seja essencialmente, constituído por mulheres domésticas, que se consideram doentes (sofrem de hipertensão, diabetes e depressão) e que se debatem com diftculdades económicas. Já a maioria que tern percepção positiva, e constituída por homens que se consideram sauddveis e que tern algum poder económico. Os cuidados mais referidos, para promover a sua qualidade de vida, são, por ordem de referência: gerir bern o dinheiro (nomeadamente pelos homens), promover a saúde (por ambos os géneros) e promover a harmonia familiar (essencialmente, pelas mulheres). As práticas mais utilizadas para promover a saúde, são: ter boa alimentação (a maioria das mulheres que não a faz, atribui a situação a dificuldades económicas, já os homens a preferirem comer o que gostam), tamar os medicamentos prescritos pelo médico, diariamente e recorrer a consulta dos enfermeiros. Destes profissionais de saúde, desejam mais cuidados para a promoção da saúde e prevenção da doença.
ABSTRACT: Most of the clients studied at an Azorean Medical Centre consider reasonable their quality of life and health, even though the group that has a negative perception is, essentially, made of housewives that consider themselves sick (suffering of high blood pressure, diabetes and depression), struggle with economic limitations. The majority group who have a positive perception, is made of men that consider themselves healthy and enjoying some economic stability. Their most referred priorities to achieve quality of life are: good financial management (namely for men), health promotion (for both genders) and promote family harmony (mostly for women). The most used practices for health promotion are: eating proper food (the majority of women refer economic difficulties for not following a proper diet, on the other side men prefer eating what they like), take the daily prescribed medication and recur to the nurse’s appointment. From these health professionnals, clients wish more care for health promotion and health prevention.
Descrição: Trabalho apresentado no IV Congresso Internacional "A Voz e a Vez da Mulher Portuguesa na Diáspora: Brasil e outros lugares", Curitiba/Brasil, 7 a 9 de Maio de 2009.
URI: http://hdl.handle.net/10400.3/2659
ISBN: 978-85-7335-269-6
Aparece nas colecções:DME - Comunicações a Conferências / ConferenceItem
DESFC - Comunicações a Conferências / ConferenceItem

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
2011 mulheres diáspora.pdf780,75 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.