Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.3/2601
Título: A reforma curricular no ensino secundário (1999-2006). Transformações, tensões e dinâmicas na área do Português
Autor: Mira Leal, Susana
Orientador: Castro, Rui Vieira de
Meneses, Paulo Jorge de Sousa
Palavras-chave: Curricular Restructuring
Curriculum Appropriation
Ensino do Português
Mother Tongue Education
Didáctica do Português
Data de Defesa: 2008
Editora: Universidade dos Açores
Citação: Mira Leal, Susana. "A Reforma Curricular no Ensino Secundário (1999-2006): transformações, tensões e dinâmicas na área do português". 2009. 604 p.. (Tese de Doutoramento em Educação: Metodologia do Ensino do Português) - Ponta Delgada: Universidade dos Açores, 2008.
Resumo: As reformas educativas, ou apenas curriculares, decorrem sempre de um determinado quadro político, socioeconómico, científico, tecnológico e ético e constituem-se palco para processos de apropriação que se desenvolvem a diversos níveis (nas escolas, na sociedade civil, nos media, na comunidade científica…) e representam sucessivos ensaios de ‘leitura’ do discurso oficial que define os termos dessas reformas (documentos preparatórios, publicações governamentais diversas, quadro normativo…) e da sua transposição pedagógica. O processo tem na escola um dos seus cenários principais e nos professores (e nos alunos também) os protagonistas. Apresenta-se, pois, fundamental conhecer o(s) modo(s) como aqueles (re)interpretam o discurso oficial (como acompanham e participam nos movimentos de reforma, que transformações lhes reconhecem relativamente aos quadros curriculares antecedentes e como as avaliam, em face das suas expectativas, concepções e práticas prévias, dos seus valores, da relevância e adequação daquelas aos contextos…) e como procedem à sua transposição pedagógica (que objectivos, conteúdos, metodologias e recursos/materiais elegem). O nosso interesse particular pela área do Português, a sua centralidade e transversalidade curriculares e as significativas transformações que experimentou no quadro da Revisão Curricular do Ensino Secundário de 1999-2006 prefiguraram-na como campo privilegiado para a análise dos modos e processos de apropriação curricular desenvolvidos pelos professores que empreendemos neste estudo. Para o efeito elegemos um dispositivo de recolha e análise de dados complexo e diversificado, que compreendeu metodologias de investigação, tanto de natureza quantitativa como qualitativa (inquéritos por questionário e entrevista, estudo de caso, análise documental e a observação directa de práticas interaccionais), envolvendo populações-alvo, amostras populacionais e corpus diversificados (professores de Português B da ilha de S. Miguel, professores de Português do Arquipélago, alunos de Português A e B de S. Miguel, professores e alunos de Português de uma escola, em particular; relatórios, planificações e testes) e procedendo a recolhas em tempos e espaços diversos e complementares. O percurso de análise e reflexão que empreendemos ao longo deste trabalho permitiu-nos reconhecer no contexto em estudo, que conquanto as práticas prévias de ensino-aprendizagem do Português na escolaridade secundária representadas por professores e alunos configurassem a matriz literário-cultural da área, os professores atribuíam a esta sobretudo objectivos de natureza comunicacional, registando, por isso alargada receptividade às transformações naquela introduzidas no quadro da Revisão Curricular. O processo de (re)interpretação e recontextualização pedagógica dessas transformações aparece, contudo, atravessado por tensões e contradições, decorrentes, em larga medida, das práticas prévias e das concepções e valores dos professores, constituindo lugares de maior adesão a compreensão e produção das diversas tipologias textuais inscritas no programa, o reforço do trabalho em torno da expressão oral e escrita, a diversificação dos objectos, estratégias e instrumentos de avaliação, e lugares de maior resistência o tratamento dos conteúdos e conceitos linguísticos decorrentes TLEBS, o trabalho pedagógico em torno do texto literário, o desenvolvimento processual e a dimensão formativa da avaliação. O estudo permitiu, para além disso, reconstituir o alheamento generalizado dos professores relativamente aos processos de discussão pública e decisão curricular como reconhecer as dinâmicas de trabalho colaborativo empreendidas nas escolas em torno dos processos de (re)interpretação e recontextualização pedagógica das orientações curriculares da área. O estudo em presença configura um importante contributo para o alargamento do conhecimento sobre os processos de apropriação curricular desenvolvidos pelos professores, na área do Português, em concreto, e para além desta. Constitui, igualmente, uma possibilidade de aprofundamento da consciência e do conhecimento dos professores relativamente aos contextos em que actuam, e apresenta pistas para a avaliação das possibilidades de desenvolvimento e consecução das políticas educativas, para a construção de processos participados de transformação educacional, para o acompanhamento dos processos de inovação curricular como para a definição de políticas de formação inicial e contínua de professores.
ABSTRACT: Educational, or merely curricular, reforms are always inscribed in a specific political, socioeconomic, scientific and ethical framework and are prone to appropriation processes which take place at diverse levels (in schools, in society, in the media, among the scientific community) and represent multiple attempts to ‘read’ the official discourse which sets the patterns for both these reforms (preparatory documents, all kinds of government publications, rules and regulations…) and their pedagogical transposition. In this process, school is one of the main settings and teachers (as well as students) play a leading role in it. It is, therefore, crucial to get to know the way(s) in which they (re)interpret the official discourse (i.e. how they monitor and take part in reform movements, what transformations they attribute to them over the previous curricular frameworks, how they assess them, as regards their own expectations, previous knowledge, practices and values, as well as in terms of these reforms meaningfulness and their suitability to contexts…) and how they set about its pedagogical implementation (what objectives they set, what contents they choose, what methods and material aids they select). Our special interest in the Portuguese language, together with the fact that this is both a core and a transversal area in the curriculum, and the meaningful changes it suffered through the Secondary Education Curricular Restructuring that took place from 1999 to 2006 make it a privileged field for the analysis of the ways and processes of curricular appropriation developed by teachers which was the aim of our study. To fulfil this aim we selected a complex and diversified method of data collection and analysis, which encompassed both qualitative and quantitative research methods (questionnaires and interviews, case study documentation analysis and direct observation of interaction practices), involving target populations, population-sample and diverse corpora (Portuguese language B teachers from the island of S. Miguel, Portuguese language teachers from the Archipelago, Portuguese language A and B students from S. Miguel, Portuguese language A and B teachers and students from S. Miguel from a specific school; reports, lesson plans and tests). Samples were collected in diverse and complementary moments and places. The analysis and reflection path that we followed throughout this research process made it possible for us to recognise in the study context that although the previous Portuguese language teaching and learning practices in Secondary Education presented by teachers and students fitted the area literary and cultural matrix, teachers attributed to it mostly communicational aims, thus revealing wide receptivity to the changes introduced in the Curricular Revision framework. The process of pedagogical (re)interpreting and re-contextualizing of these changes is, however, characterized by tension and contradiction, resulting to a great extent from the previous practices, beliefs and thoughts and values of teachers. Comprehension and production of the various text types proposed by the syllabus, the increased emphasis on speaking and writing skills, as well as the diversification of evaluation targets, procedures and instruments emerged as major areas of acceptance, whereas linguistic concepts resulting from the TLEBS (the new Portuguese language linguistic terminology), the pedagogical work of the literary text, process approaches and the formative dimension of evaluation constituted areas of resistance. The study also allowed us to understand the teachers’ general lack of interest towards public discussion and curricular decision processes, as well as to recognise the dynamics of collaborative work developed in schools in the context of the pedagogical (re)interpreting and re-contextualizing processes of the curricular guidelines for this area. This study gives a meaningful contribution to the understanding of the curricula appropriation processes developed by teachers, not only in the Portuguese language but also beyond it. It is also an opportunity to widen teachers’ knowledge and awareness towards their work environments and it presents some suggestions for the evaluation of the possibilities of development and implementation of educational policies, for the establishment of shared processes of educational transformation, for the monitoring of curricular innovation processes and for the definition of initial and in-service teacher education policies.
Descrição: Tese apresentada à Universidade dos Açores para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de doutor em Educação, na especialidade de Metodologia do Ensino do Português, realizada sob a orientação científica do Doutor Rui Vieira de Castro, Professor Catedrático do Departamento de Metodologias da Educação do Instituto de Educação e Psicologia da Universidade do Minho, e a co-orientação científica do Doutor Paulo Jorge Sousa Meneses, Professor Auxiliar do Departamento de Línguas e Literaturas Modernas da Universidade dos Açores.
URI: http://hdl.handle.net/10400.3/2601
Aparece nas colecções:DEDU - Teses de Doutoramento / Doctoral Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TeseDoutoramentoSusanaConceicaoMirandaSilvaMiraLeal2009.pdf5,68 MBAdobe PDFVer/Abrir
Capa Tese Doutoramento.pdf1,07 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.