Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.3/2320
Título: A identidade com o lugar de pessoas idosas institucionalizadas : um estudo exploratório realizado em dois lares da ilha Terceira (Açores)
Autor: Pavão, Sónia Silveira
Orientador: Medeiros, Maria Teresa Pires de
Arroz, Ana Margarida Moura
Palavras-chave: Lar de Idosos (Angra do Heroísmo)
Pessoa Idosa Institucionalizada
Psicologia Comunitária
Açores
Community Psychology
Elderly Institutionalized Person
Data de Defesa: 26-Jul-2013
Citação: Pavão, Sónia Silveira – "A identidade com o lugar de pessoas idosas institucionalizadas : um estudo exploratório realizado em dois lares da ilha Terceira (Açores)". Angra do Heroísmo : Universidade dos Açores. 2013. 127, [16] f.. Dissertação de Mestrado.
Resumo: A institucionalização de pessoas idosas é cada vez mais uma realidade em Portugal, o aumento contínuo do segmento da população com idades mais avançadas implica respostas da sociedade no desenvolvimento de estruturas de apoio à própria pessoa idosa e aos seus familiares. O presente estudo tem como participantes 26 pessoas idosas de dois Lares de Angra do Heroísmo, vocacionados para públicos diferenciados a nível de autonomia e poder económico. Este estudo tem como propósito perceber se a personalização dos espaços privados nos lares de acolhimento de pessoas idosas ajuda a desenvolver uma identidade com o lugar, favorável à adaptação. A mudança para o lar corresponde a um processo singular de adaptação, cujo resultado depende da identidade que a pessoa idosa cria com o novo lugar. Neste contexto, colocam-se várias questões: desenvolverão as pessoas idosas identificações positivas com o “lar”? Como caracterizam essa pertença e em que é que ela se manifesta? Que aspetos serão promotores da identidade com o lugar? Estarão estes aspetos relacionados com o modo como se processa a adaptação das pessoas idosas na instituição? Que condicionantes a facilitam e a dificultam? Participar na decisão de entrada no lar facilitará a sua adaptação? E que papel desempenha nesse processo de adaptação a personalização dos espaços privados? Estas representam as principais interrogações que orientaram a nossa incursão empírica, no sentido de desvendar alguns dos fatores que condicionam o sentimento de pertença da pessoa idosa ao novo lugar a sua nova casa. Para a análise das questões de investigação enunciadas importa cumprir os seguintes objetivos: (i) Explorar as perspetivas da pessoa idosa quanto à valorização da pertença novo contexto lar de acolhimento, averiguando a construção da sua identidade com o lar; (ii) Apreciar em que medida o tipo de envolvimento da pessoa idosa na decisão de ingressar no lar, poderá estar associado a diferentes identidades com o lugar; (iii) Comparar as identidades com o lugar associadas a diferentes níveis de participação na vida do lar; (iv) Caracterizar como é que os clientes personalizam os seus espaços íntimos nos lares, que correspondem aos seus quartos, apreciando o número e a tipologia dos objetos que os povoam, bem como as razões que alegam para os terem trazido para a nova residência; (v) Comparar a relevância dada à personalização dos espaços privados, em dois lares de idosos pertencentes à mesma instituição. Recorremos a um design com triangulação multimétodo, dados e resultados quantitativos, e interpretação qualitativa de dados e resultados. Os dados do estudo quantitativo foram tratados recorrendo ao programa PASW na versão 20.0.0 e os dados do estudo qualitativo, obtidos através das entrevistas e das observações fotográficas foram sujeitos a análises descritivo-interpretativas categoriais. Os resultados revelam que diversos aspetos do processo de adaptação ao lar como, quem tomou a iniciativa de ida para o lar, o número de pares e funcionários que a pessoa idosa se relaciona, e o seu “poder e voz “ na instituição são independentes da identidade que a pessoa idosa estabelece com este novo contexto de vida. Por outro lado, verificou-se que a personalização dos espaços privados não é igual nos dois Lares. No Lar 1 (com uma dinâmica mais coletiva) a personalização é menor comparativamente à do Lar 2 (com uma dinâmica mais individual). No entanto, verificou-se que esta variável não influência a identidade da pessoa idosa com o Lar, uma vez que menos de 2% da variação da identidade com o lar é explicada pelo número total de objetos de personalização do espaço privado. Finalmente apresentar-se-ão algumas implicações e limitações do estudo.
ABSTRACT: The institutionalization of elderly people is becoming a reality in Portugal, the continuous increase of the segment in population with older ages implies that society has to create responses in the development of support structures to elderly persons and their families. The present study had the participation of 26 elderly residents of two nursing homes in Angra do Heroísmo, aimed at different audiences in terms of autonomy and financial capacity. Our purpose is to understand whether the personalization of private spaces at the institution helps develop an identity with the place, conducive to adjustment to this. The change to the nursing home corresponds to a unique process of adaptation, the result of which depends on the identity that the elderly creates with the new place. Do the elderly persons develop positive identifications with the "nursing home"? How to characterize this belonging and where is it shown? Which aspects are promoters of place identity? Are they related to how the social reintegration of the elderly in the institution is handled? Which aspects facilitate and hamper it? Participating in the decision of becoming institutionalized facilitates their adaptation? And what is the role played by personalization of private spaces in the adapting process? These are the main questions that guided this empirical foray, to unravel some of the factors that influence the attachment of the elder to the new place. For the analysis of the research questions set out, it matters to fulfill the following objectives: (i) Explore the perspective of the elderly regarding the valorization of belonging to this new context by examining the construction of their place identity, (ii) Apprize the extent to which the kind of involvement of the elderly in the decision to enter the home, may be associated with different identities with the place, (iii) compare the place identity associated with different levels of participation life at the institution, (iv) characterize how that users customize their intimate spaces in the institution, which correspond to their rooms, appreciating the number and type of objects that populates as well as the reasons they claim to have brought them (v) Compare the relevance given to the customization of private spaces, in two nursing homes belonging to the same institution. We use a design with triangulation multimethod, data and quantitative results and qualitative interpretation of data and results. Data from the quantitative study were treated using the program SPSS version 20.0.0 and data from the qualitative study, obtained through interviews and photographic observations were subject to descriptive and interpretative categorical analyzes. The results show that different aspects of the adaptation process to the nursing home of the elderly person, being a part of the admission decision, interpersonal relationships in terms of companions and employees and power of speech, is independent of the identity he establishes with this new context of life: level of participation in the activities of the nursing home; On the other hand, it was found that the personalization of private spaces is not equal in the two nursing homes. At home 1 (with a more collective dynamic) customization is lower compared to the home 2 (with a more individual dynamic). However, it was found that this variable does not influence the identity of the elderly person with the nursing homes, since less than 2% variation of identity in the home is explained by the total number of objects to customize the private space. On the other hand it reveals the existence of a significant relation between identity and personalization of private spaces inversely proportional, not by quantity but by the meaning of the objects itself to the elder. Finally we will display some of the implications and limitations of the study.
Descrição: Mestrado em Psicologia da Educação (Contextos Comunitários).
URI: http://hdl.handle.net/10400.3/2320
Aparece nas colecções:DEDU - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DissertMestradoSoniaSilveiraPavao2013.pdf2,19 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.