Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.3/2132
Título: Bryophyte flora and vegetation on the island of Corvo (Azores)
Outros títulos: Flora de briófitos e vegetação na ilha do Corvo (Açores)
Autor: Sjögren, Erik
Palavras-chave: Briófitas
Bryophyte
Ilha do Corvo (Açores)
Corvo Island (Azores)
Açores
Azores
Data: 1993
Editora: Universidade dos Açores
Citação: "ARQUIPÉLAGO. Ciências Biológicas e Marinhas = Life and Marine Sciences". ISSN 0870-6581. Nº 11A (1993): 17-48.
Resumo: A flora de briófitos do Corvo, de que eram conhecidas previamente 29 espécies, ascende agora a 134 espécies. As inventariações realizadas em 1978 incluem 4 espécies endémicas para os Açores e 7 espécies endémicas para a Macaronésia. Apesar do pequeno tamanho do Corvo (17 km²), a diversidade é 17 vezes superior à da ilha maior, S. Miguel (747 km²). Os briófitos no Corvo apresentam preferências pelo substrato e valores sociologicamente discriminantes bastante menos pronunciados que nas outras ilhas Açoreanas (excepto para as Flores). Um número razoável de espécies higrófilas da zona das nuvens ocorre a altitudes muito inferiores às verificadas nas outras Ilhas do arquipélago. As razões para estas discrepâncias são os níveis de precipitação comparativamente mais elevados, com 1200-1400 mm na faixa costeira e mais de 3000 mm já a altitudes de 400 m. As comunidades de briófitos registadas são: como epilítica a Ptychomitrion azoricae n. nom. (=Grimmia azorica - Ptychomitrion - all. SJN 1990) com Frullanietum dilatatae n. ass. e Grimmietum acicularae n. ass.; como epifítica a Echinodio-Lepidozietum cupressinae SJN 1978 e a costeira Frullanietum microphyllae v. HÜBSCHM. 1974; como epígea a Allorgeo-Myurion n. nom. (=Myrium-Fissidens pallidicaulis - all. SJN 1990); como epífila a Cololejeuneo-Colurion n. nom. com a Cololejeuneetum azoricae SJN 1978.
ABSTRACT: The bryoflora of Corvo which had been documented to be 29 spp. is now increased to 134 spp. The recordings carried out in 1978 indude 4 spp. endemic to the Azores and 7 spp. endemic to Macaronesia. Considering the small size of Corvo,(17 km²), the diversity is 17 times higher than on the largest Island of S. Miguel (747 km²). The bryophytes on Corvo show much less pronounced substratum preferences and sociologically distinguishing values than on othter Azorean islands (except for Flores). A fairly large number of moisture-demanding cloud-zone species appear at much lower altitudes than on the other islands in the archipelago. Reasons for these discrepancies are the comparatively much larger amounts of precipitalion with 1200-1 400 mm along the coasts and more than 3000 mm at altitudes of 400 m. Bryo-communities recorded: As epilithic Ptychomitrion azoricae n. nom. (=Grimmia azorica - Ptychomitrion - all. SJN 1990) with the Frullanietum dilatatae n. ass. and Grimmietum acicularae n. ass.; as epiphytic the Echinodio-Lepidozietum cupressinae SJN 1978 and the coastaI Frullanietum microphyllae v. HÜBSCHM. 1974; as epigeic the Allorgeo-Myurion n. nom. (=Myrium-Fissidens pallidicaulis - all. SJN 1990); as epiphyllous the Cololejeuneo-Colurion n. nom. with the Cololejeuneetum azoricae SJN 1978.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.3/2132
ISSN: 0870-6581
Aparece nas colecções:ARQ - LMS - Número 11A

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
LMSpp17-48SJOGREN-N11A.pdf4,5 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.