Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.3/2070
Título: O barbado da Terceira : estudo comportamental
Autor: Azevedo, Elisabete Nunes
Orientador: Vouzela, Carlos Fernando Mimoso
Rosa, Henrique José Duarte
Palavras-chave: Cão Barbado da Terceira
Estudo Comportamental
Açores
Barbado of Terceira
Behavioral Study
Dog
Terceira Island (Azores)
Azores
Data de Defesa: 5-Abr-2013
Citação: Azevedo, Elisabete Nunes – "O barbado da Terceira : estudo comportamental". Ponta Delgada : Universidade dos Açores. 2013. XV, 178, [23] p.. Dissertação de Mestrado.
Resumo: O cão Barbado da Terceira constitui uma população canina autóctone dos Açores, mais particularmente, da ilha Terceira, especialmente utilizado na condução de gado bovino existente na ilha, com especial destaque para o gado bravo, guarda de bens e propriedades e, mais recentemente, como cão de companhia. Este trabalho teve como objectivo determinar alguns traços da personalidade do cão Barbado da Terceira, nomeadamente a sociabilidade, coragem, vinculação, comportamento de procura de atenção, focalização no treino, sensibilidade ao toque, comportamento predatório, interesse na brincadeira, actividade e excitabilidade. Foi também intenção deste estudo verificar a propensão destes cães para o desenvolvimento de alguns problemas comportamentais sociais, sensoriais e neurais, comunicativos, alimentares, eliminativos e outros. Para avaliar os traços de personalidade e propensão para o desenvolvimento das patologias comportamentais foram realizados dois inquéritos comportamentais a proprietários de 67 cães Barbados (38 machos e 29 fêmeas), com mais de um ano de idade e inscritos na Associação Açoriana dos Criadores dos Cães Barbados da Ilha Terceira (AACCBIT). Primeiro efectuou-se o inquérito informativo sobre o canídeo, que fornecia informações relativas à identificação dos animais, vivência, higiene e estado sanitário e depois o Canine Behavioral Assessment and Research Questionnaire (C-BARQ) composto por 101 questões, subdivididas em várias secções que abordavam situações variadas. Para além dos inquéritos, realizou-se um ensaio comportamental composto por 16 subtestes e 47 variáveis comportamentais, em 24 cães (11 machos e 13 fêmeas), durante 10 dias nos meses de Outubro, Novembro e Dezembro de 2011. Todos os animais foram sujeitos ao mesmo teste comportamental, duas vezes no mesmo local, desfasados de um mês, com a mesma ordem e com a mesma equipa de trabalho, colaboradores e avaliador, de forma a uniformizar as condições de trabalho. Enquanto os inquéritos forneceram informações disponibilizadas pelos donos acerca do dia-a-dia do Barbado e como este reage em determinadas situações, o ensaio permitiu observar o seu comportamento perante estímulos específicos. Os resultados apontaram para uma maior propensão na aquisição do cão Barbado como animal de companhia em detrimento da função de pastoreio, para o qual fora originalmente seleccionado. Os cães Barbados da amostra eram, no geral, animais estáveis, sociáveis, capazes de estabelecer boas relações com pessoas estranhas e outros animais. As excepções surgiram essencialmente quando o cão sentia o seu território ou a sua posição hierárquica ameaçada, reagindo, por isso, de forma agressiva. Quanto à coragem em contextos não sociais, verificou-se serem animais pouco medrosos, no entanto, com alguma dificuldade em abordar rapidamente a fonte do barulho sem apoio do dono. São cães que estabelecem um vínculo forte com um determinado membro da família e não exigem constante atenção. Não evidenciaram um comportamento predatório muito elevado nem um grande interesse em brincar com objectos, possivelmente por os estímulos não terem sido os mais adequados e o número de questões ser insuficiente para determinar esses traços. Demonstraram ser cães obedientes, activos, que se deixavam manipular apesar de sentirem algum stress e não propensos a manifestar a maior parte das patologias comportamentais, com excepção de alguma agressividade motivada por contextos de dominância quando se sentiam ameaçados. Não foram encontradas grandes diferenças estatisticamente significativas, entre géneros, na maioria das variáveis comportamentais estudadas. Não foi identificada uma grande confiabilidade teste-repetição para a maioria das variáveis comportamentais, nem foi possível validar estatisticamente o inquérito com o ensaio comportamental, conforme pretendido inicialmente. No entanto, foram detectadas algumas correlações significativas entre determinadas questões do inquérito C-BARQ e algumas variáveis comportamentais do ensaio comportamental, como por exemplo, entre o medo perante objectos desconhecidos perto dele e a reacção de sobressalto aquando o surgimento das latas, quer no teste (r= 0,496, p <0,05), quer na sua repetição (r= 0,429, p <0,05).
ABSTRACT: The Barbado of Terceira is an autochthonous dog of the Azores, more particularly, of Terceira’s island, specially used for its skills in driving the cattle existent on the island, with special emphasis on the Lidia cattle, guard of properties and more recently as a companion dog. This study aimed at determining some personality traits of Terceira’s Barbado dog, like sociability, courage, attachment to the owner, attention seeking behavior, trainability, touch sensitivity, predatory behaviour, and interest in playing, activity and excitability. Was also intent of this study to observe the tendency of these dogs to develop some social, sensorial and neural, communicative, nourishing, eliminative and other behavioral problems? In order to assess the personality traits and the propensity to develop behavioral pathologies, two behavioral surveys were performed to owners of 67 Barbado dogs (38 males and 29 females), aged more than one year and registered in the Associação Açoriana dos Criadores dos Cães Barbados da Ilha Terceira (AACCBIT –Azorean Association of Terceira’s Barbados Breeders). First, an informative inquiry was conducted, about the dog, which provided information about the animals’ identification, living, hygienic and sanitary status and then the Canine Behavioral Assessment and Research Questionnaire (C-BARQ) composed of 101 questions, divided into several sections that addressed various situations. Besides the surveys, a behavioural test was performed, consisting of 16 subtests which comprised 47 behavioral variables, in 24 dogs (11 males and 13 females), during 10 days during October, November and December of 2011. All animals were subjected two times to the same behavioral test, at the same location, with one month’s interval, following the same order and under the same working team, handlers and evaluator, in order to standardize the working conditions. While the surveys provided information from the owner about how the Barbado behaves on his day-by-day and how he reacts under certain situations, the test allowed the experimenter to observe his behavior against specific stimulus, in that specific time and place. The results showed a higher tendency in the acquisition of the Barbado as a pet over the herding function, for which he was originally selected. The dogs in the present study were, in general, stable and sociable animals, able to establish good relationships with strangers and other animals. The exceptions emerged mainly when the dog felt his territory or hierarchical position threatened and so, he tended to react aggressively. For courage in non social contexts, the animals proved to be little fearful, with some difficulty, however, in quickly addressing the source of the noise without support of the owner. They were dogs that established a strong bond with a certain family member and do not seemed to demand constant attention. They did not show a very high predatory behavior or a strong interest in playing with objects, possibly because the stimuli were not the most appropriate and the questions were insufficient to address these traits. The Barbado proved to be obedient, active, and easy handled despite showing some stress and not having a tendency to manifest the most behavioral pathologies, exception made on some aggressiveness motivated by contexts of dominance when felt threatened. It was not find statistically significant differences between genders, on most of the behavioral variables studied. Weak test-retest reliability was found in the majority of the behavioral variables evaluated and it was not possible to statistically validate the survey with the behavioral test, as originally intended. However, some significant correlations were found between specific questions of the C-BARQ and some behavioral variables from the test, such as between fear towards unknown objects near him and the startle response during the appearance of the cans, either in the test (r = 0,496; p <0.05) and in the retest (r = 0,429; p <0.05).
Descrição: Dissertação de Mestrado em Engenharia Zootécnica.
URI: http://hdl.handle.net/10400.3/2070
Aparece nas colecções:DCA - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DissertMestradoElisabeteNunesAzevedo2013.pdf5,33 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.