Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.3/1671
Título: O doente da Unidade de Dor do Hospital Divino Espírito Santo : breve abordagem de qualidade de vida, dor e sofrimento
Autor: Martins, Raquel Maria de Fraga
Orientador: Tomás, Licínio Manuel Vicente
Palavras-chave: Hospital Divino Espírito Santo (Unidade de Dor)
Assistência Médica
Dor
Qualidade de Vida
Serviço Social Hospitalar
Sofrimento
Açores
Data de Defesa: 23-Mar-2007
Citação: Martins, Raquel Maria de Fraga – "O doente da Unidade de Dor do Hospital Divino Espírito Santo : breve abordagem de qualidade de vida, dor e sofrimento". Ponta Delgada : Universidade dos Açores. 2006. 298 p.. Dissertação de Mestrado.
Resumo: O estudo ocorreu na Unidade de Dor do Hospital do Divino Espírito Santo, no período de Outubro de 2004 a Junho de 2006. O universo em estudo definiu-se por critérios de funcionamento inerentes à instituição. Estes foram aplicados sobre a globalidade dos 451 doentes com processo activo na Unidade de Dor, do qual foi retirada uma amostragem. A hipótese da investigação foi a avaliação da qualidade de vida do doente, averiguando de que forma é que situações de dor crónica por doença prolongada, podem ser causadoras de alteração na qualidade de vida, levando a uma profundas modificações do quotidiano. Foi também colocada a hipótese de os doentes associarem à ocorrência dos seus estados de dor crónica, o facto de terem sido despoletados por situações emocionais originadas pelas suas histórias de vida. Aplicou-se, o WHOQOL BRIEF. Para apurar a existência ou não da segunda hipótese foi introduzida uma pergunta aberta de recolha de informação sobre o acontecimento, ou os acontecimentos de ordem emocional, afectiva ou relacional que na vida do sofrente poderão ter conduzido a um despoletar ou a um acentuar da situação de doença. O estudo revelou que 94,28% dos doentes sentiam a situação de doença como limitadora da sua qualidade de vida a vários níveis e 65,71% reconhecem um acontecimento de ordem emocional nas suas vidas que despoletou ou agravou a situação de doença.
ABSTRACT: The study took place at the Pain Unit at the Hospital of the Holy Spirit, in the period October 2004 to June 2006. The study universe was defined by criteria inherent in the operation of the institution. These were applied to the whole of the 451 patients with active process in Pain Unit, from which was removed a sample. The hypothesis of the research was the evaluation of patient’s quality of life, in order to check how chronic pain caused by prolonged illness may be causing changes in quality of life, leading to profound changes in every day routine. It was also hypothesized that patients associate the occurrence of their chronic pain states, happening’s that they triggered to emotional situations arising from their life stories. Was applied, the WHOQOL BRIEF. To determine whether or not the second hypothesis was introduced an open question to collect information about the event, or the events of emotional, affective and relational life of a suffering that may have led to a trigger or a stress situation of disease. The study revealed that 94.28% of patients felt the disease situation as limiting their quality of life at various levels, and 65.71% recognize an emotional event in their own lives that triggered or worsened the disease.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Ciências Sociais (Família, Envelhecimento e Políticas Sociais).
URI: http://hdl.handle.net/10400.3/1671
Aparece nas colecções:DHFA - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DissertMestradoRaquelMariaFragaMartins2007.pdf1,82 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.