Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.3/1659
Título: Autorregulação em crianças do pré-escolar e do 1º ciclo do Ensino Básico
Autor: Roque, Sónia da Conceição Ferreira Rodrigues
Orientador: Serpa, Margarida Damião
Palavras-chave: Autorregulação da Aprendizagem
Learning
Self-Evaluation
Educação Pré-Escolar
Ensino Básico (1º ciclo)
Intervenção Pedagógica
Pedagogic Intervention
Prática Educativa
Data de Defesa: 15-Fev-2013
Citação: Roque, Sónia da Conceição Ferreira Rodrigues – "Autorregulação em crianças do pré-escolar e do 1º ciclo do Ensino Básico". Ponta Delgada : Universidade dos Açores. 2012. X, 117 p... Dissertação de Mestrado.
Resumo: Com este relatório pretende-se demonstrar o resultado da prática educativa em contexto pré-escolar e do 1.º ciclo do ensino básico, segundo uma análise crítica, reflexiva e fundamentada do estágio realizado no âmbito da frequência das unidades curriculares de Prática Educativa Supervisionada I e II. Este relatório apresenta uma componente teórica que clarifica conceitos essenciais ao desenvolvimento de uma prática letiva sustentada e uma componente empírica que explicita muitas das ações realizadas nas escolas. O confronto destas com a componente teórica permitiu aprofundar a reflexão sobre a lecionação desenvolvida, tanto ao nível das planificações como das observações, ações e avaliações efetuadas. O tema “Autorregulação em crianças do pré-escolar e do 1.º ciclo do ensino básico” constituiu o fio condutor para a articulação entre a ação educativa desenvolvida e o trabalho prático exploratório desta temática. Desta forma foi nossa pretensão proporcionar às crianças condições para o desenvolvimento de competências autorregulatórias, pelo conhecimento, compreensão e utilização das três fases cíclicas do processo autorregulatório (planificação, monitorização e avaliação). Procurámos perceber que estratégias de aprendizagem facilitam este processo, de modo a compreender de que forma estas estratégias, aplicadas em diferentes tarefas e contextos, possibilitam o desenvolvimento da aprendizagem associada à expressão “aprender a aprender”. Assim, criaram-se experiências de aprendizagem em que as crianças participaram em processos de autoavaliação explícita antes, durante e após a realização de uma tarefa, permitindo-lhes relacionar os seus conhecimentos quer com os objetivos escolares quer com a perceção de autoeficácia. Analisando a prática educativa desenvolvida consideramos que os objetivos almejados permitiram compreender de que forma uma prática letiva intencional pode contribuir para o desenvolvimento de competências autorregulatórias em crianças do pré-escolar e do 1.º ciclo do ensino básico, acreditando que é preciso criar oportunidades que fomentem a autorregulação da aprendizagem, na medida em que são inegáveis as suas implicações no sucesso académico e no desenvolvimento global das crianças.
ABSTRACT: This report aims to demonstrate the result of the educational practice in the context of preschool and primary education according to a critical, reflective and reasoned analysis of the period of training held within the course of Supervised Educational Practice I and II. This report includes a theoretical component that clarifies concepts which are essential to the development of a sustained teaching practice and also an empirical component that explains many of the actions that were carried out in schools. The confrontation between those actions and the theoretical component enabled to deepen a reflection about teaching at planning, observation, and action and evaluation levels. The subject “Self-regulation in preschool and primary education children” forms the central thread to the link between the education activity and the practical exploratory work of this theme. Thus, we intended to provide the conditions for the development of self-regulation skills to children through knowledge, understanding and use of the three cyclic phases of the self-regulation process (planning, monitoring and evaluation). We tried to grasp which learning strategies facilitate this process, in order to understand how these strategies – applied in different tasks and contexts – enable the development of a “learn to learn” type of learning. Therefore, we created learning experiences in which children participated in explicit self-evaluation processes before, during and after performing a task. This enabled them to relate their knowledge whether with the school objectives or with the perception of self-effectiveness. Analysing the developed educational practice, we consider that the aimed goals enabled to realise how one intentional classroom practice may contribute to the development of self-regulatory skills in pre-school and primary school children We believe that it is necessary to create opportunities that foster the self-regulation of learning, insofar as their implications are undeniable both in the academic achievement and in the global development of children.
Descrição: Mestrado em Educação Pré-Escolar e Ensino do 1º Ciclo do Ensino Básico (Relatório de Estágio).
URI: http://hdl.handle.net/10400.3/1659
Aparece nas colecções:DCE - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DissertMestradoSoniaConceicaoFerreiraRodriguesRoque2013.pdfDocumento Principal2,57 MBAdobe PDFVer/Abrir
Anexos - DissertMestradoSoniaConceicaoFerreiraRodriguesRoque2013.pdfAnexos34,53 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.