Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.3/1487
Título: The sea anemone Telmatactis cricoides from Madeira and the Canary Islands: size frequency, depth distribution and colour polymorphism
Outros títulos: A anémona do mar Telmatactis cricoides na Madeira e nas ilhas Canárias: frequência de tamanhos, distribuição de profundidades e polimorfismo da coloração
Autor: Wirtz, Peter
Palavras-chave: Anémona do Mar
Telmatactis cricoides
Canárias
Madeira
Canary Islands
Data: 1996
Editora: Universidade dos Açores
Citação: "ARQUIPÉLAGO. Ciências Biológicas e Marinhas = Life and Marine Sciences". ISSN 0873-4704. Nº 14A (1996): 1-5.
Resumo: A anémona do mar Telmatactis cricoides (Duchassaing, 1850) dos arquipélagos da Madeira (n = 81 anémonas) e das Canárias (n = 124 anémonas) foi estudada entre 0 e 62 m de profundidade. São descritos e comparados o polimorfismo cromático, a frequência de tamanhos e a frequência em profundidade das duas populações de anémonas. Registaram-se vinte e cinco padrões de coloração distintos. Encontrou-se uma correlação do, embora fraca (R = +0.20) entre o tamanho e a profundidade de ocorrência. Os dois tipos de coloração mais frequentes não diferem na sua distribuição em profundidade e são igualmente frequentes nos dois arquipélagos. Onze formas cromáticas são exclusivas das Canárias, três da Madeira, enquanto as restantes onze foram registadas nos dois arquipélagos. O padrão de coloração dos indivíduos parece estável, sendo de 12 anos o registo mais antigo, para um indivíduo observado desde 1983.
ABSTRACT: The club-tipped sea anemone Telmaractis cricoides (Duchassaing. 1850) of Madeira (n = 81 anemones) and of the Canary Islands (n = 124 anemones) was studied in a depth range of 0 to 62 m. Colour polymorphism, size frequency and depth frequency of the two populations of anemones are described and compared. Twenty-five different colour morphs were recorded. There was a significant but only weak (r = +0.20) correlation between anemone size and depth of occurrence. The two most common colour morphs did not differ in their depth distributions. The two most common colour morphs were equally frequent in both archipelagos. Eleven colour morphs were exclusive to the Canary Islands, three to Madeira – the remaining eleven being common to both areas. Colour pattern of individual animals appears to be stable, the longest record being 12 years for an animal observed since 1983.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.3/1487
ISSN: 0873-4704
Aparece nas colecções:ARQ - LMS - Número 14A

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
pp1_5_WirtzPeter_14A.pdf827,1 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.