Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.3/1361
Título: Azoto ureico no leite (AUL/MUN) : uma ferramenta de gestão da qualidade
Autor: Pimentel, Paulo Miguel dos Santos
Orientador: Matos, José Estevam da Silveira
Palavras-chave: Azoto Ureico
Produção de Leite
Açores
Urea Nitrogen
Azores
Data de Defesa: 1-Mar-2012
Citação: Pimentel, Paulo Miguel dos Santos – “Azoto ureico no leite (AUL/MUN) : uma ferramenta de gestão da qualidade”. Angra do Heroísmo : Universidade dos Açores. 2012. 77 f.. Dissertação de Mestrado.
Resumo: Para se obter um leite de qualidade a alimentação dos animais deve ser feita tendo em conta a composição de cada um dos elementos da dieta, fazendo com que a ração final seja equilibrada em todos os elementos, sendo imperativo a aplicação de um bom maneio alimentar das vacas, nomeadamente em relação à Proteína. Dada a atual conjuntura económica, os factores de produção de leite sofreram aumentos de preço avultados e dada a importância destes custos na produção de leite, o desperdício alimentar, em particular de proteína, tem um impacto muito significativo no rendimento financeiro das explorações leiteiras. Por outro lado, excessos na alimentação proteica têm consequências negativas em termos ambientais e na qualidade do leite para laboração industrial. O principal objetivo deste trabalho foi o de efetuar uma caracterização dos teores de AUL/MUN no leite das explorações leiteiras das Ilhas Terceira, Pico, Faial, São Jorge, Graciosa e São Miguel, de Janeiro a Setembro de 2011, bem como no leite das indústrias queijeiras da Ilha de São Jorge. Procurámos ainda averiguar possíveis relações deste parâmetro analítico com outros parâmetros da qualidade do leite, nomeadamente Teor de Gordura e Proteína. Para tal, em colaboração com o Serviço Regional de Classificação de Leite da Ilha Terceira (SERCLAT) e o Serviço Regional de Classificação de Leite da Ilha de São Miguel (SERCLASM) foram analisadas a totalidade das amostras de leite utilizadas para classificação de Leite, de Janeiro até ao mês de Setembro de 2011 das Ilhas Terceira, Pico, Faial, São Jorge, Graciosa e São Miguel, bem como de amostras de leite das cubas de três fábricas de queijo de São Jorge (DOP). Constatou-se que a análise do teor de azoto ureico no leite AUL/MUN é uma ferramenta bastante prática para monitorização da adequada e eficiente utilização do azoto em vacas leiteiras, dada a sua forma simples, barata e rápida de análise. Os valores obtidos neste estudo permitem concluir que o valor de Azoto Ureico no Leite (AUL/MUN) médio mensal por ilha, ao longo dos nove meses, não aponta para problemas de subalimentação ou sobrealimentação azotada, entre as diversas ilhas estudadas, registando-se diferenças significativas entre o valor máximo na Ilha Terceira e o mínimo na Ilha do Faial. A análise individual do parâmetro AUL/MUN por ilha permitiu-nos concluir que na Ilha de São Miguel a maioria dos produtores (78% - Janeiro, 73% Junho, 76% Julho e 63% Agosto) obteve valores de AUL/MUN considerados normais (12-18 mg/dl), exceto nos meses de Fevereiro a Maio em que os valores de AUL/MUN, para a maioria dos produtores (58%, 75%, 55% e 57%, respetivamente) foi inferior a 12 mg/dl. Relativamente à Ilha Terceira concluiu-se que os problemas de subalimentação são menos acentuados do que os registados em São Miguel. Quanto às Ilhas Graciosa, Pico e Faial os dados apontam para a existência de problemas de subalimentação proteica (AUL/MUN <12 mg/dl) bem marcados. No que se refere à Ilha de São Jorge também se constatou problemas de subalimentação contudo menos acentuados do que nas referidas ilhas. No caso dos produtores com Salas de Ordenha da Ilha Terceira observámos um menor número de produtores com problemas de subalimentação (<12 mg/dl) em relação ao universo total de produtores (5%, 14%, 9%, 1%, 13%, 12%, 5%, 19% e 10% de Janeiro a Setembro) da ilha e um elevado número de produtores localizados nos valores considerados normais (12 a 18 mg/dl). Contrariamente nos produtores com salas de ordenha da Ilha de São Miguel existem mais problemas de subalimentação, tal como é evidenciado para São Miguel na generalidade. Relativamente ao estudo efetuado, às amostras de leite de mistura das cubas destinadas ao fabrico de queijo das três fábricas da Ilha de São Jorge, concluímos que não existem diferenças significativas entre os valores de AUL/MUN dos produtores individuais e das cubas, no entanto, os mesmos resultados permitem afirmar que as maiores explorações, quase sempre com níveis mais elevados de produção por vaca, são contribuintes positivas para esta situação. Finalmente, no que diz respeito ao estudo de correlação efetuado entre AUL/MUN e Gordura e AUL/MUN e Proteína observou-se a existência de uma correlação positiva, contudo pouco significativa, entre AUL/MUN e a Gordura. Assim, concluímos que a correlação encontrada embora fraca entre AUL/MUN e Teor de Gordura por si só, desperta algum interesse, motivo pelo qual se justificaria um estudo mais aprofundado. Face aos resultados obtidos, recomendamos vivamente a determinação dos valores de AUL/MUN nas amostras de leite utilizadas correntemente para a classificação de leite, pois sem custos acrescidos esta representa uma ferramenta útil para a avaliação da eficiência de utilização do azoto em vacas leiteiras, permitindo aos produtores ajustar os teores de proteína bruta da dieta às necessidades das vacas, potenciando a produção, bem como a otimização do uso de adubos azotados minimizando-se, quer os custos, quer os impactos ambientais.
ABSTRACT: To obtain milk of good quality the cows diet must be made taking into account the composition of each element of the mix, making the final ration balanced at all elements. The fact that the world actually faces an economic contest, increased substantially feeds costs for milk production, wasting food, especially protein, has a very significant impact on financial performance of dairy farms. On the other hand excesses in the feeding protein have significant environmental impacts and on the quality of milk for industrial laboring. The main objective of this study was to make a characterization of the contents of AUL /MUN in milk from dairy farms in the islands of Terceira, Pico, Faial, São Jorge, Graciosa and São Miguel, from January to September 2011, and in bulk milk from the cheese industry of São Jorge Island. It was also investigated possible relationships of this parameter with other parameters of the analytical quality of milk, including fat and protein. The work was realized in collaboration with the Regional Laboratories of Milk Classification from Terceira Island (SERCLAT) and São Miguel (SERCLASM) which analyzed the contents of AUL/MUN off all samples of milk used. It was found that the analysis of urea nitrogen in milk AUL/MUN is a very practical tool for monitoring the adequacy and efficiency of nitrogen use in dairy cows, due to its simple, inexpensive and rapid analysis. The average monthly per island obtained in this study permit to concluded that the value of milk urea nitrogen (AUL/MUN) does not point to problems of malnutrition or overfeeding nitrogen among the various islands studied. Individual analysis of the parameter AUL/MUN by island allowed us to conclude that in the São Miguel most producers (78% - January, 73% June, 76% July and 63% August) obtained levels of AUL / MUN considered normal (12-18 mg/dl), except in the months February to May where levels of AUL/MUN for most producers (58%, 75%, 55% and 57%, respectively) were less than 12 mg/dl. With regard to Terceira Island we concluded that the problems of malnutrition are less pronounced than those registered in São Miguel. In the islands Graciosa, Pico and Faial data denoted the existence of problems of protein malnutrition (AUL/MUN <12 mg/dl). With respect to São Jorge Island it was also found problems of malnutrition, however, less pronounced than in Graciosa, Pico and Faial. In the milking parlors of Terceira a low number of producers with problems of malnutrition were found (<12 mg/dl) compared with total universe of producers (5%, 14%, 9%, 1%, 13%, 12%, 5%, 19% e 10% from January to September) from the same island with a large number of producers located within the normal values (12 to 18 mg/dl). In the milking parlors of São Miguel Island we found problems of protein malnutrition as evidenced for the total universe of the island. For the study conducted on milk samples from cheese vats from three factories of São Jorge Island we conclude that there is no significant difference between the values of AUL/MUN for individual producers and vats however, the same results suggests that the largest producers, often with higher levels of production per cow are positive contributors to this situation. Finally with regard to the study of correlation between AUL/MUN and fat, and AUL/MUN and protein, it was observed the existence of a positive but not significant correlation between AUL/MUN and fat. Thus we conclude that this justifies further studies. Considering our results we strongly recommend the determination of AUL/MUN values in milk samples commonly used for the classification of milk without increased in costs it represents a useful tool for dairy farmers to evaluate the efficiency of nitrogen use.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Tecnologia e Segurança Alimentar.
URI: http://hdl.handle.net/10400.3/1361
Aparece nas colecções:DCA - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DissertMestradoPauloMiguelSantosPimentel2012.pdf1,22 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.