Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.3/1307
Título: Avaliação de dano pulmonar em ratos cronicamente expostos a poluição de origem vulcânica e antropogénica
Autor: Camarinho, Ricardo Alexandre Dias dos Santos
Orientador: Rodrigues, Armindo
Garcia, Patrícia
Palavras-chave: Ambiente Vulcânico
Carcinoma do Pulmão
Murganho (Mus musculus)
Poluição Antropogénica
Poluição Atmosférica
Poluição Vulcanogénica
Ilha de São Miguel (Açores)
Air Pollution
Anthropogenic Pollution
House Mouse (Mus musculus)
Lung Neoplasia
Volcanic Environment
Volcanogenic Pollution
Island of São Miguel (Azores)
Data de Defesa: 21-Dez-2011
Resumo: O objectivo deste trabalho é testar a hipótese de que a exposição a poluição do ar, quer de origem vulcânica, quer de origem antropogénica, aumenta o dano pulmonar. De forma a cumprir o objectivo, três conjuntos de uma espécie bioindicadora, Mus musculus, foram capturados vivos na Vila das Furnas e na cidade de Ponta Delgada, para avaliação de dano pulmonar derivado da exposição a poluição do ar de origem vulcânica e origem antropogénica, respectivamente, e Rabo de Peixe, uma localidade rural escolhida como controlo. Os ratos foram eutanizados e de seguida foi feita uma necrópsia com extracção dos pulmões, que foram depois fixados e processados para análise histológica. Vários parâmetros morfométricos foram obtidos (percentagem de espaço alveolar, perímetro alveolar e espessura dos septos), assim como avaliações qualitativas através do teste duplo-cego (grau de inflamação e abundância de centros pigmentares em melano-macrófagos), e diagnóstico histopatológico. A espessura dos septos foi significativamente superior nos indivíduos expostos a poluição vulcanogénica quando comparado com o controlo. As avaliações duplamente cegas revelaram um aumento significativo quer nos valores da inflamação quer na abundância de centros presentes nos melano-macrófagos dos grupos expostos face ao grupo não exposto. Foram encontradas lesões consistentes com o diagnóstico de carcinoma de células não-pequenas em 40% dos indivíduos capturados no local de exposição a poluição vulcanogénica. A exposição crónica a poluentes aéreos, quer de origem vulcânica quer antropogénica, está associada a danos pulmonares, uma vez que aumenta os índices de inflamação, a quantidade de centros nos melano-macrófagos, assim como a espessura dos septos, resultando num défice na função respiratória. O ambiente vulcanicamente activo poderá ter efeitos genotóxicos que possam estar na origem da elevada taxa de carcinomas do pulmão encontrada no grupo de indivíduos provenientes das Furnas.
ABSTRACT: The aim of this work is to test the hypothesis that exposure to air pollutants of volcanogenic or anthropogenic origins increases lung injury. In order to realize this objective, three separate sets of a bioindicator species, Mus musculus, were caught in Furnas Village and Ponta Delgada city to access lung injury from exposure to volcanogenic and anthropogenic air pollutants, respectively, and Rabo de Peixe, a rural location chosen as control site. The mice were euthanized followed by a necropsy and the lungs were extracted, fixed and processed to histological evaluation. Multiple morphometric measurements and double-blinded rank evaluations were made to assess the extent of lung injury. Histopathological diagnosis was also made. The morphometric measurements of the histological sections were made in order to achieve the percentage of alveolar space, the alveolar perimeter and septal thickness. The septal thickness was significantly augmented in individuals exposed to volcanogenic air pollutants, when compared with control. Double-blinded evaluations revealed a significant increase either in inflammatory status or amount of melano-macrophages centers, regarding the individuals exposed to both air pollution sources. Lesions consistent with non-small cell lung carcinoma were found in 40% of the retrieved individuals from the volcanogenic air polluted location. Chronic exposure to pollutants of volcanogenic or anthropogenic origin is associated to lung injury, since increases the inflammation status, the amount of melano-macrophages centers and alveolar septal thickness resulting in defective lung functionality. Volcanogenic environmental factors could have genotoxic effects that could contribute to explain the higher incidence rate of lung neoplasia.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Ciências Biomédicas.
URI: http://hdl.handle.net/10400.3/1307
Aparece nas colecções:DBIO - Dissertações de Mestrado / Master Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DissertMestradoRicardoAlexandreSantosCamarinho2011.pdf875,73 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.