Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.3/1077
Título: XIV Expedição Científica do Departamento de Biologia - Santa Maria 2009.
Autor: Tavares, João
Furtado, Duarte
Palavras-chave: Expedição Científica
Departamento de Biologia
Ilha Santa Maria (Açores)
Arquipélago dos Açores
Fauna
Flora
Biodiversidade
Ecossistemas
Rochas
Vulcanismo
Data: 2010
Editora: Universidade dos Açores
Citação: TAVARES, J. & D. FURTADO (Eds) (2010). XIV Expedição Científica do Departamento de Biologia - Santa Maria 2009. "Relatórios e Comunicações do Departamento de Biologia", 36: 213 pp.
Relatório da Série N.º: Relatórios e Comunicações do Departamento de Biologia;36
Resumo: Não sendo possível na apresentação, do Relatório da XIV Expedição Científica SANTA MARIA 2009, dar conta de forma exaustiva dos resultados das actividades desenvolvidas ao longo do evento, já que se trata de uma competência dos responsáveis de cada equipa e tal acontecerá com a assinatura dos seus autores, em cada um dos trabalhos incluídos no presente número 36 da Série Relatórios e Comunicações do Departamento de Biologia. Porém, não podemos deixar passar esta oportunidade sem destacar alguns dos diferentes resultados que dão exclusividade ao evento e contribuem para as conclusões desta expedição, os quais a seguir se expõem: Das nove ilhas que constituem o Arquipélago dos Açores, Santa Maria é a ilha mais Oriental e Meridional do território insular. As ilhas dos Açores apresentam uma grande variedade de rochas, formas, estruturas e paisagens, que derivam, entre outros factores, da natureza dos magmas, do tipo de vulcanismo, dos condicionalismos geotectónicos intrínsecos à sua génese e em especial do seu posicionamento no Atlântico Norte, na junção tripla das placas litosféricas Euroasiática, Norte Americana e Africana (ou Núbia). Santa Maria distingue-se das restantes ilhas açorianas pelas suas características edafo-climáticas, geológicas e morfológicas. A história geológica desta ilha traduz-se numa intensa actividade vulcânica, que terá feito emergir a mesma há cerca de 10 milhões de anos, alternada com períodos de acalmia, oscilações do nível do mar concomitantes e episódios de intensa erosão. Em consequência, a ilha, que contém as formações geológicas mais antigas do arquipélago, possui actualmente formas vulcânicas muito alteradas e índices de erosão superiores aos das outras ilhas do arquipélago, apresenta significativos afloramentos de rochas sedimentares com conteúdo fóssil abundante e diversificado e expõe abundantes afloramentos de lavas submarinas (NUNES et al., 2007). Em suma: a sua localização geográfica, clima, actividade vulcânica e oscilações do nível do mar que a afectaram contribuíram, indubitavelmente, para a sua evolução e a geodiversidade que evidencia [...].
Descrição: XIV Expedição Científica do Departamento de Biologia - SANTA MARIA 2009.
URI: http://hdl.handle.net/10400.3/1077
ISBN: 978-972-8612-58-0
Aparece nas colecções:DB - Relatórios Técnicos / Technical Reports

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Rel.Com.36 - Santa Maria 2009.pdf20,63 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.